Araguari adota lei que prioriza abastecimento de carros flex com etanol

Print Friendly, PDF & Email

Araguari, município localizado no Triângulo Mineiro e uma das maiores regiões produtoras de etanol no Brasil, está dando um importante passo em direção à sustentabilidade. Por meio da recém-aprovada Lei Municipal Nº 6.759/2023, a cidade determinou que todos os carros flex da frota da prefeitura deverão, obrigatoriamente, abastecer com etanol a partir de setembro. Essa medida, que tem como foco a sustentabilidade, o meio ambiente e as fontes renováveis, visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa e melhorar a qualidade do ar.

O prefeito de Araguari, Renato Carvalho, ressaltou a importância dessa lei, afirmando que ela despertará nos servidores e na comunidade a reflexão sobre a viabilidade sustentável e econômica da medida. “O propósito disso, muito além de abastecer nossos carros somente com etanol, é impactar o comportamento dos nossos Araguarinos e Araguarinas e, mais ainda, nas outras cidades, até expandir esse exemplo para todo o Brasil”, destacou o prefeito.

Entre março de 2003 (data de lançamento da tecnologia flex) e maio de 2020, o consumo de etanol (anidro e hidratado) evitou a emissão de mais de 515 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera, segundo cálculos da entidade, baseados em dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Além dos benefícios ambientais, a medida adotada pela prefeitura de Araguari também terá um impacto positivo na economia local. Espera-se um aumento na demanda pelo etanol, impulsionando assim o setor sucroenergético da região. A produção de etanol está diretamente ligada à cadeia produtiva da cana-de-açúcar, e o Triângulo Mineiro, como uma das principais regiões produtoras do país, será fortalecida ainda mais pela nova legislação.

A iniciativa da cidade recebeu apoio do presidente da SIAMIG, Mário Campos, que ressaltou a importância de se pensar na descarbonização e na mobilidade sustentável. “Araguari sai na frente ao adotar a obrigatoriedade do abastecimento com etanol, mostrando sua preocupação com a descarbonização neste momento em que estamos vivendo, no qual a sustentabilidade é muito importante”, afirmou Campos.

Ele também ressaltou que muitas empresas privadas no Brasil têm adotado essa medida como uma ação de descarbonização, e Araguari segue esse exemplo. Mário Campos espera que outras cidades em Minas Gerais e no Brasil também sigam o exemplo de Araguari e incentivem o consumo de combustíveis renováveis e limpos, capazes de reduzir em até 90% as emissões quando comparados à gasolina. “Essa é uma medida importante para alcançar os objetivos de redução de emissões e promover o uso do etanol”, destacou o presidente da SIAMIG.  Gerência de Comunicação SIAMIG –

Veja Também

Posicionamento da UNICA sobre a Reforma Tributária

Como entidade que representa as principais unidades produtoras de açúcar, etanol e bioeletricidade da região …