Home » Biodiesel e Biogás » Aumento da mistura de biodiesel irá demandar mais dois milhões de toneladas de soja
Divulgação Brasil Ecodiesel

Aumento da mistura de biodiesel irá demandar mais dois milhões de toneladas de soja

Print Friendly, PDF & Email

O aumento de 1%, dos atuais 7% (B7) para 8% (B8), na adição de biodiesel ao diesel mineral a partir de março de 2017, irá gerar uma demanda a mais de dois milhões de toneladas de soja, que correspondem a aproximadamente 400 mil toneladas de óleo proveniente do grão. As estimativas são da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Em 2017, espera-se que a produção de biodiesel cresça para 4,5 bilhões de litros. Atualmente, o Brasil é o segundo maior produtor de biodiesel, atrás dos Estados Unidos (EUA) e à frente da Alemanha. Em 2016, a produção deverá ser de 3,8 bilhões de litros, cerca de 3% inferior à de 2015. Por sua vez, a produção de biodiesel deverá alcançar 18 bilhões de litros em 2030.

Segundo o presidente da Abiove, Carlo Lovatelli, a crescente participação do biodiesel na mistura com o diesel fóssil é importante para aumentar a industrialização local e para permitir o incremento da oferta internacional de farelo. “Como se sabe, cada tonelada de soja gera 20% de óleo e 80% de farelo. A principal matéria-prima do biodiesel é o óleo de soja (80%).”

Complexo soja em 2017

Para 2017, a Abiove projeta uma produção de 101,70 milhões de toneladas de soja em grão, em relação à atual estimativa de 96,10 milhões em 2016. A associação também prevê alta na exportação da oleaginosa em 2017, considerando que o volume crescerá de 51,70 milhões de toneladas em 2016 para 58 milhões no próximo ano. Já o processamento de soja deverá aumentar em 2017, de 39,20 milhões de toneladas para 41 milhões.

Nesta categoria, a Abiove prevê produção de 31,10 milhões de toneladas de farelo proteico, na comparação com a estimativa de 29,70 milhões em 2016. A exportação de farelo está prevista em 15,50 milhões de toneladas no próximo ano, na comparação com 14,30 milhões estimado para 2016, tendo como grande objetivo abrir o mercado chinês para este derivado.

Por sua vez, a produção de óleo de soja está projetada em 8,10 milhões de toneladas em 2017. As exportações de óleo de soja deverão atingir 1,35 milhão de toneladas em 2017. No tocante aos preços, a Abiove acredita que as cotações internacionais deverão se manter em um patamar superior a US$ 10/bushel na Bolsa de Chicago, proporcionando o ingresso de US$ 27,6 bilhões no complexo soja.

 

 

 

Datagro