Canavial: com área de 25 mil hectares plantados, Jataí produziu 3 milhões de toneladas de cana, em 2019

Produção de cana em Minas Gerais atinge 27,5 milhões de toneladas e registra crescimento notável

Print Friendly, PDF & Email

A safra de cana-de-açúcar em Minas Gerais apresentou um crescimento significativo, superando as expectativas e indicando um cenário promissor para o setor. De acordo com dados divulgados pela Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (SIAMIG), a produção na segunda quinzena de junho da safra 2023/2024 registrou números impressionantes.

No período analisado, foram processadas 27,5 milhões de toneladas de cana, o que representa um aumento de 9,6% em relação ao mesmo período da safra anterior. Além disso, a moagem quinzenal atingiu a marca de 5,7 milhões de toneladas, um aumento de 4% em comparação com o ano passado.

O destaque fica por conta da produção de açúcar, que alcançou a marca de 1,72 milhão de toneladas, representando um crescimento de 15,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Somente na quinzena, foram produzidas 378 mil toneladas do adoçante, um aumento de 5% em relação à safra passada.

Em relação à fabricação de etanol, o volume total atingiu 1,02 bilhão de litros, um aumento de 4% em comparação com o mesmo período do ano passado. A produção de etanol hidratado alcançou 597 mil m³, enquanto o etanol anidro atingiu 642 mil m³. Esses números representam uma queda de 7,1% para o hidratado e um aumento de 25% para o anidro, em comparação ao mesmo período da safra 2022/2023.

O mix de produção acumulado indica um aumento de 3 pontos percentuais em relação à safra anterior, com 51% da cana destinada à produção de açúcar. Já o mix quinzenal aponta que 51% da cana foi direcionada para a produção de adoçante, em comparação com 50% na mesma quinzena da safra anterior.

O presidente da SIAMIG, Mário Campos, comentou sobre o crescimento expressivo da safra em Minas Gerais. “Os números alcançados até o momento são extremamente positivos e demonstram a força e o potencial do nosso estado na produção de cana-de-açúcar. Esse resultado reflete o trabalho árduo dos produtores e a utilização de técnicas avançadas de cultivo, que estão contribuindo para o aumento da produtividade e a obtenção de resultados cada vez mais expressivos”, destacou Campos. Gerência de Comunicação SIAMIG

Veja Também

Modelo simula impactos da cana-de-açúcar no sequestro de carbono e nos recursos hídricos

Cientistas brasileiros, franceses e britânicos desenvolveram o Ecosmos-cana-de-açúcar, tecnologia para a simulação do crescimento e …