Unica

Potencial da energia da biomassa pode abastecer grande demanda do Brasil

Print Friendly, PDF & Email

A matriz energética brasileira é baseada na produção de hidrelétricas, com mais de 61%. A biomassa, gerada a partir de resíduos vegetais ou animais, representam 9% desta matriz. Mas, segundo especialistas, a energia de biomassa tem espaço e capacidade para suprir quase um terço do consumo de energia brasileira.

De acordo com Zilmar José de Souza, gerente de bioeletricidade da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) a biomassa é a uma das maiores fontes de energia elétrica nacional e tem espaço para suprir quase um terço do consumo de energia brasileira.

Com 14,6 mil MW da potência instalada da matriz elétrica do Brasil, a participação da biomassa é pouco mais de 9% do total de 161 mil MW do sistema. Somente a biomassa de cana-de-açúcar contribui com 11 mil MW. As demais fontes são compostas por insumos florestais, principalmente a lenha de eucalipto, resíduos sólidos urbanos e restos vegetais. Apenas com essa fonte, o Brasil evitou 19% de emissão de CO2 na atmosfera.

Souza ressalta que o potencial técnico da biomassa da cana pode ir além e alcançar quase duas usinas do porte de Itaipu, com geração de 165 TWh até 2024. “A produção atual é representativa, mas para atender o Acordo de Paris, firmado em 2015, é também importante o aumento de participação na matriz energética de outras fontes renováveis, como a solar e a eólica”, explica o gerente da Unica.

Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) revelam que a biomassa é a terceira maior fonte de energia elétrica nacional. Com 14,6 mil MW da potência instalada da matriz elétrica do Brasil, a participação da biomassa é pouco mais de 9% do total de 161 mil MW do sistema. Somente a biomassa de cana-de-açúcar contribui com 11 mil MW.

Deficiência

Segundo o professor e sócio-fundador e Diretor do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), Adriano Pires, a biomassa tem como foco a produção de energia elétrica para autoconsumo, mas e a exportação do excedente produzido é dificultada pela ausência de condições que facilitem a conexão dessas usinas à rede para comercializar energia. “As usinas de açúcar e etanol estão dispersas geograficamente, sendo por vezes distantes de subestações capazes de escoar a energia produzida. Com isto, o aceso à rede acaba constituindo-se em uma barreira para a incorporação de novos empreendimentos de geração movidos a biomassa”, pontua.

Adriano pontua que para estimular os investimentos no setor é importante a criação de uma política setorial consistente, adequada e de longo prazo, facilidade de acesso ao crédito, benefícios fiscais e a modificação na sistemática dos leilões de energia.

Crescimento

Os especialistas são otimistas em relação ao crescimento da bioeletricidade na matriz energética brasileira. O Brasil assumiu o compromisso na COP 21, em Paris, no qual se compromete a contribuir para redução de emissões de gases de efeito estufa, objetivando limitar o aumento da temperatura no globo terrestre a um máximo de 2ºC até 2100. Com essa finalidade, o país apresentou sua  Intended Nationally Determined Contribution (Pretendida Contribuição Nacionalmente Determinada) (iNDCs ) que apresenta entre os compromissos o uso de fontes renováveis, excluindo a fonte hidráulica, e o uso da biomassa. Entre as definições se destaca o aumento da participação de bioenergia sustentável na matriz energética para aproximadamente 18% até 2030.

Além disso, o último Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2024) indica que a geração de bioeletricidade sucroenergética para a rede tem potencial técnico para o aproveitamento da palha e ponta varia entre 7,4 e 11,7 GWmedios, em 2024. Segundo o PDE 2024, o potencial técnico do bagaço de cana-de-açúcar continua bastante promissor, embora questões de competitividade possam limitar seu aproveitamento pleno.

 

Cejane Pupulin-Canal-Jornal da Bioenergia

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.