Home » Biodiesel e Biogás » Avanços com Biometano em 2020

Avanços com Biometano em 2020

Print Friendly, PDF & Email

Biogás hoje é uma das alternativas mais sustentáveis do mercado. Ele continua trazendo novidades para fomentar negócios e contribuir para o desenvolvimento das energias renováveis. E o Biometano tem se apresentado como solução de combustível para veículos leves e pesados, ganhando destaque e atenção de grandes montadoras. 2020 se inicia com propostas e projetos feitos exclusivamente para o aproveitamento consciente de energia.

Em 2019 o biogás trouxe surpreendeu com os resultados, nos últimos três anos a produção duplicou por meio do agronegócio.

Em 2020 os números aumentaram. Em relação ao ano passado o Brasil teve um avanço de 40%, ou seja, em janeiro o país já iniciou com aproximadamente 400 plantas de biogás em execução.

O biometano é um dos protagonistas do ano, afinal, grandes marcas estão investindo no desenvolvimento de veículos que apenas aceitam o abastecimento sustentável.”O Biometano é uma fonte segura, com menor custo de produção se desenvolvido localmente”, explica Rafael Gonzalez – diretor presidente do CIBiogás.

O ano do Biometano 

O avanço no uso de combustíveis no Brasil vem se desenvolvendo de forma significante. Empresas como New Holland, Scania e Agrale, apostam no Biometano como meio alternativo de combustível. A expectativa é que teremos o primeiro transporte coletivo rodando a Biometano no Sul do Brasil, com a utilização de biogás vindo de resíduos sólidos urbanos (RSU).

De acordo com Nilson Righi – gerente de Marketing de produto da New Holland, a previsão é que em 2020 tenhamos tratores a Biometano disponíveis no mercado brasileiro. Este é o último ano de testes, a montagem dos tratores será realizada em Curitiba (PR). “Estamos acelerando para nos aproximar o máximo possível do cenário europeu”, conta.

O biogás intercambiável com o gás natural, chega a 50,4 bilhões de m³/ano, contabilizando todo o resíduo produzido pela agroindústria e saneamento,  o volume seria suficiente para suprir 70% da demanda de diesel do país. 

O CIBiogás aposta neste tipo de alternativa, o diretor de desenvolvimento tecnológico Felipe Marques afirma: “É perceptível que 2019 foi um ano de maior interesse de fornecedores de equipamentos a biometano. Esse movimento é um indicador de aquecimento do mercado do biogás”. CIBiogás