Home » agronegócio » Concurso Agrinho 2019 premia alunos e professores

Concurso Agrinho 2019 premia alunos e professores

Print Friendly, PDF & Email

Cerimônia de premiação do concurso Agrinho aconteceu dentro do universo de magia do circo

O respeitável público que esteve presente na manhã  da última  sexta-feira (29) acompanhou a chegada de caravanas das escolas de todo o Estado de Goiás que foram recepcionadas por malabaristas, equilibristas e a entrega de pipoca e algodão doce dentro do encantamento circense. O prêmio mais aguardado do dia, o automóvel para a instituição de ensino (Categoria: Município Agrinho) estava exposto na entrada da tenda localizada no Centro de Convenções da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) para os mais de 1,5 mil presentes entre alunos, professores, pais, lideranças rurais, representantes dos Sindicatos Rurais, entidades e imprensa.

O espetáculo foi conduzido pelo Circo Laheto que mistura música e teatro. A plateia acompanhou toda a apresentação artística na integração de arte e educação enquanto os premiados das 12 regionais participaram face a face do cenário: o palco que abria horizontes para professores e alunos. O presidente do Sistema Faeg Senar, deputado federal José Mário Schreiner fez um balanço das doze edições do Programa Agrinho salientando sobre sua importância e todo desenvolvimento que traz aos municípios. “Preparamos durante todo o ano para que todos sejam homenageados legitimamente. Esta cerimônia representa todo o engajamento e amplitude que o Programa representa. Agradeço pela confiança depositada e por toda transformação gerada,” disse.

Para ele, o Programa incentiva práticas que não existem no currículo de cada aluno. “Aqui são trabalhados temas importantes para todos nós. Quantas realidades municipais já mudaram com o Agrinho através da responsabilidade social, a conexão campo com a cidade. Tudo isso vai ajudar cidadãos conscientes e responsáveis e serem patriotas na defesa da nossa bandeira. Agradeço todo empenho e apoio que formam um conjunto de forças,” conta. José Mário ressaltou sobre a dedicação das caravanas em saírem 22h das suas cidades, de lugares distantes para estarem ali na festa abrilhantando na importância da formação das crianças e jovens.

“É um reconhecimento a cada um. Lembro-me da minha primeira professora. E quem não lembra? Obrigado de coração. Teremos assim um Goiás, um Brasil e quem sabe um mundo melhor,” comemorou. Presente na cerimônia, o governador do Estado, Ronaldo Ramos Caiado em seu discurso relatou que o momento era especial para professores e alunos que se destacaram. “Todos se ocupam do ensino, assim como as entidades. Todo o trabalho é feito com dedicação promovendo dignidade, renda, viver no campo com condições necessárias. A Faeg é uma entidade a qual me orgulho. Conheço a realidade dos Sindicatos Rurais que têm a disposição de contribuir com cada município,” disse.

Segundo ele, o Sistema Faeg Senar representa a cultura dos goianos e a profissionalização do campo. “Já realizei dois cursos do Senar e aprendi muito. Vejo vocês e o avanço que temos. O Agrinho é o que estamos transferindo para essas crianças, exercitar a cidadania, e o sentimento de poder. É a prática na sua própria residência, dando apoio para a cultura, através também da forma artística,” disse o governador. Ele ainda lançou o desafio de combater a incidência de dengue no Estado como noção de cidadania no apoio de crianças e adultos.

“Vamos trabalhar fortemente para fazer um prêmio. Queremos proporcionar qualidade e saúde a todos vocês. Professores, apertem o currículo de matemática e português,” completou. Para finalizar seus destaques, ele abordou sobre a criação de laboratórios de inovação promovendo a qualidade de atendimento a cidades carentes no desenvolvimento e qualidade de vida. “Queremos quebrar a desigualdade regional. Vamos trabalhar a educação, pois não tem saída fora dela e da especialização,” afirmou Caiado. Foi entregue o Troféu Amigo Agrinho para o governador e parceiros diante da frase de Paulo Freire, e o quanto a educação muda as pessoas.

Legado do Programa Agrinho

Diante do incentivo ao agronegócio e sucessão familiar, o superintendente do Senar Goiás, Dirceu Borges disse que mostrar a importância do agronegócio que é uma das principais atividades econômicas de Goiás e todo o trabalho desenvolvido através dos projetos, desenhos e redações, além da interação de pais, professores e comunidade é o legado do Agrinho. “A proposta do Programa é desmistificar teorias e mitos, levando para as escolas, crianças e jovens a importância do agronegócio. Prezamos muito pela sustentabilidade e meio ambiente que são temas importantes. Tudo isso é um incentivo para que os jovens possam ingressar na atividade,” explicou.

Borges ressaltou que a partir dos desenhos e redações já enxergam um potencial do aluno. “Por isso desenvolvemos o Concurso e pela importância dos temas de cada edição. A premiação é um incentivo. O que conta é a continuidade dos projetos desenvolvidos,” relata. A coordenadora do Programa Agrinho, Fátima Araújo explicou que o balanço é positivo. “As experiências são as mais fantásticas. Os projetos interessantes e temos que honrar esses trabalhos, pois existe toda uma equipe envolvida,” observou. Ela explica que o objetivo do Programa é dinamizar a prática pedagógica. “O Senar Goiás, a Faeg e demais parceiros chegam em cada instituição com a missão de contribuir para que essa prática seja significativa, leve, dinâmica e prazerosa. Não somos apenas um programa, somos ‘O Programa’,” ressaltou.

Para ela, o que mais chama a atenção no contato com as escolas é a criatividade. “Nós lançamos um tema e o restante é com a turma. Sempre estão nos surpreendendo. Vai além do que imaginávamos, é um prazer sem explicação trabalhar com tudo isso,” conta. Também presente na ocasião, o gerente regional SR Sul de Goiás da Caixa, Wellerson Ferreira Melo disse que o evento está no DNA do banco. “Temos como missão melhorar a qualidade de vida da população brasileira e o Agrinho alcança todas as fronteiras. Eu me formei em Santa Helena de Goiás e nunca nos esquecemos de carregar pelo resto da vida nossa história. Eu me vi como criança aqui hoje. Aproveitem o momento,” disse ao público.

 

Lançamento do tema

O tema Agrinho 2020 foi lançado e as escolas já podem se planejar sobre “Inovação no campo e na cidade com tecnologia e sustentabilidade”. Os trabalhos geram resultados no campo e na cidade. A coordenadora do Programa, Fátima Araújo disse que outro aspecto relevante é que as instituições de ensino planejam suas ações junto ao programa de modo que aconteçam ao longo do ano letivo. “Mesmo ao enviar os trabalhos para o concurso, as ações continuam sendo realizadas e registradas para a edição seguinte,” explicou.

Premiação

Foi realizada premiação regional por regional com entrega de medalhas aos campeões, assim como alunos, diretores das escolas e representantes do Comitê Gestor do Programa. O sorteio da moto CG160 Start preta, modelo 2020 ficou com a regional Centro Leste – Silvânia, com a Escola Municipal José Eduardo Mendonça.

O tão aguardado carro foi para o município de Jaraguá, regional Centro Norte. A escola municipal bicampeã foi a Maria Catarina de Freitas. Emocionada, a diretora Tatiana Vieira da Silva disse que várias ações envolveram o concurso. “Nós fizemos o Agrinho Municipal. Foram 19 escolas engajadas no projeto “Sou Protetor Ambiental! E você?”para melhorar o meio ambiente. Tivemos reciclagem, pontos de coleta seletiva e o Município Agrinho,” disse.

Segundo ela, o prêmio veio pelo mérito e agradeceu a todos os que se envolveram com o projeto. Os outros 432 prêmios foram entregues no credenciamento aos participantes. Após o encerramento da cerimônia, um delicioso almoço foi servido aos presentes. (Assessoria de imprensa)