Sun Mobi lança nova versão de robô com inteligência artificial para tirar dúvidas e atender assinantes de energia solar do estado de SP

Print Friendly, PDF & Email

Atualização do bot Clara integra o “DNA Tech” da empresa com foco no cliente e pretende melhorar a experiência dos usuários a partir de uma ferramenta de comunicação ágil e objetiva e que funciona 24 horas por dia

 A Sun Mobi, enertech especializada no modelo remoto de usinas solares compartilhadas, acaba de lançar uma nova versão do robô Clara para atendimento personalizado a partir de inteligência artificial e machine learning aos assinantes de energia solar de 27 cidades do estado de São Paulo. A proposta é tornar a comunicação com os clientes ainda mais ágil e objetiva e melhorar a experiência do usuário no sistema da empresa.

Com a atualização do canal gratuito da empresa via chat, o robô passa, além de atender e vender assinaturas de energia solar aos interessados, a fazer um trabalho de pós-venda com os atuais clientes e tira dúvidas sobre faturamento, economia na conta de luz, funcionamento do sensor de monitoramento no quadro de força, funções do aplicativo de controle e eventuais ajustes em contratos. O sistema é um serviço verificado pela Metha (Facebook) e pode ser acessado pelo WhatsApp, no botão disponível no site da Sun Mobi.

“A atualização do robô Clara integra está alinhada ao DNA da Sun Mobi, de ser uma empresa de alta tecnologia com foco no cliente, a partir de soluções de eficiência energética e sustentabilidade, sobretudo para atender pequenas e médias empresas do Interior do Estado de São Paulo e da Baixada Santista, no intuito de facilitar o acesso à energia solar por meio do serviço de assinatura”, explica Alexandra Januário Susteras, sócia da Sun Mobi.

A tecnologia da Sun Mobi inclui a instalação de um sistema de monitoramento do consumo de energia elétrica dos assinantes, que acompanha o gasto de eletricidade e emite alertas quando há ocorrências de pico de consumo dos aparelhos elétricos, além de gerar relatórios com informações sobre o comportamento do usuário em relação gastos de energia dos equipamentos, justamente para auxiliar e conscientizar o usuário.

A proposta é combinar o uso da energia solar via assinatura com a tecnologia de monitoramento, justamente para estimular a adoção de medidas que buscam aumentar a eficiência energética e, assim, reduzir de forma consciente o consumo nas residências e empresas.

O equipamento é um sensor instalado no quadro de luz do cliente. Aqueles que ocupam edificações menores, com gasto de até 1.000 kWh por mês, recebem um display de mesa que traz informações instantâneas sobre o consumo. Já para os clientes de maior porte, o monitoramento é feito de forma online via aplicativo.

Pequenos comércios e empresas de serviço, como restaurantes, padarias, açougues e mercados, por exemplo, podem receber créditos por meio do fio da rede elétrica que saem das duas usinas solares da Sun Mobi no estado de São Paulo, em Porto Feliz e Araçoiaba da Serra, e chegam até os locais de consumo. A redução na conta de luz dos assinantes pode chegar a cerca de 20%, sem a necessidade de possuir imóvel próprio ou de fazer investimento na instalação painéis solares. O serviço também atende salas comerciais em condomínios e empresas que não possuem telhado ou área disponível para um sistema próprio de geração.

Assinaturas crescem quatro vezes no território paulista

A quantidade de contratos para fornecimento de energia solar por assinatura no estado de São Paulo cresceu mais de quatro vezes no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do exercício anterior 2021. Segundo levantamento da Sun Mobi, a quantidade de energia entregue aos assinantes saltou 165 mil kilowatt/hora (kWh) para cerca de 700 mil kWh entre janeiro e junho de 2022.

O serviço de assinatura de energia solar da Sun Mobi, que pode ser adquirido da mesma forma como é feito com a Internet e Tv a Cabo, é realizado pelas usinas fotovoltaicas da empresa localizadas nas cidades de Porto Feliz (SP) e Araçoiaba da Serra (SP) e que estão conectadas no sistema de distribuição da CPFL Piratininga, que atende 27 cidades do Interior de São Paulo e Baixada Santista. (Assessoria de imprensa)

 

Veja Também

Empreendedores no Nordeste levam energia solar a mais consumidores com facilidade de financiamento

Parceria entre a plataforma Meu Financiamento Solar e a Summers Energia viabiliza cerca de dez …