Sifaeg faz doações para “Movimento Unidos pela Vacina”

Print Friendly, PDF & Email

O Sifaeg, sindicato que representa as usinas sucroenergéticas em Goiás, está apoiando efetivamente a campanha de vacinação contra a Covid 19 no estado, através de doações de vários equipamentos e materiais como termômetros, seringas, agulhas, caixas térmicas, máscaras e câmaras de refrigeração.

O sindicato é parceiro do Movimento Unidos Pela Vacina, criado pela empresária Luiza Helena Trajano e operacionalizado pelo Grupo Mulheres do Brasil. Trata-se de um movimento da sociedade civil que reúne centenas de entidades, empresas, associações e ONGs empenhadas em ajudar a vacinar todos os brasileiros.

O material doado atende demandas apresentadas pelas prefeituras das regiões onde as usinas estão instaladas. São cerca de 70 municípios beneficiados.

O presidente-executivo do Sifaeg, André Rocha ressalta que a doação é mais uma iniciativa das usinas goianas em apoiar efetivamente a comunidade. “Temos um grande desafio para vencer essa pandemia e nossas associadas estão atuando para ajudar a dar aos municípios a estrutura necessária para avançar na vacinação da população. Além desses equipamentos e artigos hospitalares, desde o começo da pandemia até agora já doamos mais de 700 mil litros de álcool 70% para o governo do estado e prefeituras.”, afirma.

Unidos Pela Vacina em Goiás

O movimento Unidos Pela Vacina é nacional, liderado pela empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Mulheres do Brasil, e está presente em todos os Estados da Federação, por meio de empresas madrinhas e voluntários. No Brasil, 2015 municípios já foram adotados e mais de 410 mil itens entregues.

O Unidos Pela Vacina atua em apoio aos governos federal, estaduais e municipais, através do sistema SUS, como complemento para que as vacinas cheguem aos braços de todos os brasileiros.

Os princípios do movimento são acelerar a vacinação, combater às fakes news que descredibilizam as vacinas e causam receios infundados na população; o esclarecimento contínuo da importância de se vacinar – para que tenhamos redução drástica nos óbitos e redução significativa da ocupação dos leitos de UTI’s.

Com a redução de contaminados espera-se também avanços no cenário econômico, já que a crise sanitária mundial tem reflexos na sustentabilidade das empresas e renda das pessoas – principalmente as de menor poder aquisitivo.

Em Goiás, o Movimento tem à frente o Grupo Mulheres do Brasil, Núcleo Goiânia, representado por uma de suas líderes locais, Helena Ribeiro e o Empresário Líder do Movimento no Estado, Fernando Maia, do Grupo Saga.

Apoiam ainda o movimento localmente entidades como Acieg, Alego, AGM, Codese, Cufa, Faeg, FGM, Fecomércio, Fieg, Sifaeg,  Sistema OCB/GO, TCM, TJ, Cosems, Consamens, OAB, Arpen, Facieg, Goiânia Convention, AER 44 e Governo de Goiás, por meio da primeira-dama Gracinha Caiado.

O movimento segue com a adesão de empresas de todos os portes, e pessoas físicas que queiram participar como doadoras de itens como computadores, tablets, serviço de internet, jalecos, álcool em gel, termômetros e mão de obra, entre outros. Os doadores são responsáveis pela compra e entrega dos itens aos municípios e o Unidos Pela Vacina oferece a orientação e suporte necessários, além da conexão com as secretarias de Saúde dos municípios.