Programa do governo prevê aumento de biodiesel em 20% por litro de diesel até 2030

Print Friendly, PDF & Email

O presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (APROBIO) Erasmo Carlos Battistella defendeu em audiência com o presidente da República Michel Temer as medidas de curto e longo prazo que o governo planeja para o setor de biocombustíveis. Nas de longo prazo, o empresário salientou a importância do RenovaBio, programa do Ministério das Minas e Energia voltado para a eficiência energética e a melhoria da qualidade do ar por meio da descarbonização – com o que o uso de biodiesel contribui com a redução de mais de 70% de emissões de gás carbônico – e o cumprimento das metas de redução de gases de efeito estufa assumidas pelo Brasil na Conferência do Clima das Nações Unidas em dezembro de 2015 em Paris, a COP 21.

No curto prazo, o presidente da APROBIO defendeu a antecipação do aumento da mistura do biodiesel no óleo diesel, com 9% por litro ainda este ano e 10% em 2018. A medida contribui para reativar usinas fechadas no Rio Grande do Sul, no Mato Grosso, em Tocantins e Ceará desde a estagnação do mercado, de 2010 a 2014, reaquecendo as economias regionais com a geração de empregos, renda e impostos municipais e estaduais.

Estudo da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), da Universidade de São Paulo, mostra que o setor produtivo de biodiesel gera 113% mais empregos que o refino de diesel fóssil, sem concorrer com o derivado nacional de petróleo, mas com o importado, que gera empregos em outros países.

Battistella participou, juntamente com o diretor do Conselho da Associação, Alberto Borges de Souza, da reunião do presidente Temer com os presidentes de quatro frentes parlamentares do Congresso Nacional; Evandro Gussi (PV-SP), da Mista do Biodiesel; Alexandre Baldy (Podemos-GO), da Frente pela Valorização do Setor Sucroenergético; Nilson Leitão (PSDB-MT), da Agropecuária, e Jerônimo Göergen, (PP-RS), da Indústria de Máquinas e Equipamentos.

No início do dia, as quatro frentes parlamentares se reuniram na Câmara dos Deputados para apoiar o RenovaBio. A iniciativa prevê o emprego progressivo de biodiesel em até 20% por litro de diesel em 2030. O evento contou com a participação de representantes dos Ministérios de Minas e Energia, Meio Ambiente, Ciência Tecnologia Inovações e Comunicações, deputados e o senador Cidinho Santos. Pela APROBIO, além de Erasmo Battistella e Alberto Borges, esteve presente o diretor superintendente Julio Cesar Minelli.

 

 

Assessoria de imprensa

Veja Também

ANP publica metas preliminares de redução de emissões de gases causadores de efeito estufa para 2024

AANP torna públicas as metas preliminares para 2024 de redução de emissão de gases causadores do efeito estufa aplicáveis a …