Petrobras quer 10% do mercado de eólica e solar do Brasil

Print Friendly, PDF & Email

Estatal planeja chegar a cerca de 5 GW de capacidade instalada ou em construção até 2028, segundo apresentação feita a investidores

A Petrobras planeja conquistar 10% do mercado de geração eólica e solar centralizada do Brasil até 2028, segundo apresentação feita a investidores em Nova York. O planejamento estratégico 2024-2028 da companhia prevê ter cerca de 5 GW de capacidade fotovoltaica e eólica em operação ou construção.

Para isso, a estatal vai investir US$ 5,2 bilhões em energias renováveis ao longo do período. O investimento é parte do aumento dos aportes em projetos de baixo carbono, que vão receber US$ 11,5 bilhões, o dobro do planejamento antigo.

Apenas este ano, a petroleira pretende adquirir 2 GW de ativos de eólica e solar em terra, fechando parcerias com desenvolvedores experientes, segundo o presidente Jean Paul Prates.

“Somos uma empresa de petróleo em transição. Estamos transformando a Petrobras de forma gradual, investindo em novas energias, sem abrir mão, de uma hora para outra, da produção de petróleo”, disse o executivo durante o evento, segundo comunicado distribuído pela empresa.

O Brasil tem atualmente 28,9 GW de energia eólica em operação e outros 11,7 GW de solar fotovoltaica centralizada. Há ainda outros 26 GW de geração solar distribuída.

Transição onshore
As iniciativas de descarbonização são comandadas pelo diretor de Transição Energética e Sustentabilidade, Maurício Tolmasquim e terão mais dinheiro do que a exploração de óleo e gás, contemplada com US$ 7,5 bilhões.

A expansão renovável será feita com eólicas onshore e usinas fotovoltaicas.

A estatal assinou um memorando de entendimento não vinculante com a TotalEnergies e a Casa dos Ventos para avaliar investimentos em projetos de eólica onshore, eólica offshore, solar e hidrogênio de baixo carbono.

E fechou um acordo com a WEG para investir R$ 130 milhões no desenvolvimento de um aerogerador de 7 MW.

A companhia também anunciou que pretende desenvolver 30 GW de energia eólica offshore, mas isso vai acontecer fora do período do plano. (EPPR)

Veja Também

Usina de Energia Eólica (UEE) em Icaraí, no Ceará (CE) Divulgação/Ari Versiani/PAC

Fontes renováveis serão responsáveis por 37% da geração de eletricidade no mundo até 2026, diz AIE

As fontes renováveis serão responsáveis por 37% da geração de eletricidade no mundo até 2026, …