“O Agronegócio brasileiro é a solução, hoje e no futuro”

Print Friendly, PDF & Email

                          Afirmação foi feita por especialista em evento do LIDE Goiás

“O Brasil é o principal protagonista do agronegócio mundial e deve avançar ainda mais quando a pandemia passar”. A afirmação é do professor Marcos Fava Neves, um dos maiores especialistas brasileiros na área do agronegócio, conhecido internacionalmente, ao falar em evento on line do LIDE Goiás, na noite desta terça-feira.

Segundo ele, esse estratégico setor tem movido com muita robustez a economia do País e o que é mais importante, com extrema sustentabilidade econômica e ambiental. “O futuro é, apesar de toda essa crise decorrente da pandemia, bastante promissor para o agro brasileiro. Estamos vendendo e vamos seguir vendendo grãos e carnes, principalmente para a China”, afirmou.

Marcos Fava Neves citou ainda que o Brasil irá ter uma expansão muito acentuada para atender as demandas sempre crescentes da Ásia e de muitos países da Europa e do Oriente Médio. Tudo isso, utilizando apenas 12% do território brasileiro, graças ao crescimento contínuo da produtividade, decorrente de altas tecnologias, inclusive da engenharia genética aplicada na pecuária e na agricultura.

Goiás é destaque

O especialista citou o peso que Goiás tem em toda essa grandeza do agronegócio no Brasil. Neste contexto, comentou os cenários positivos do setor sucroenergético, que tem importância na interiorização do desenvolvimento econômico e social. O exemplo dado por ele foi o município de Quirinópolis, que com a chegada de usinas de etanol, açúcar e bioeletricidade, deu um salto gigante em seu crescimento.

“É preciso que o Brasil pare com brigas políticas e tenha foco no fortalecimento do nosso agronegócio, produzindo ainda mais comida de qualidade e com respeito ao meio ambiente para alimentar a população mundial, baixando custos de produção e sempre cuidando da segurança alimentar”, comentou.

Marcos fez ainda um alerta para que não haja descuido com a preservação da Floresta Amazônica porque internacionalmente a imagem do Brasil depende muito da seriedade em cuidar desse patrimônio de todos. “O agronegócio brasileiro cresceu e se sustentou sem devastar essa região, inclusive preservando muito de nossas matas em áreas privadas espalhadas por todas as regiões do País”, finalizou. Assessoria LIDE Goiás

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.