Nova safra: Datagro vê cenário positivo para o setor sucroenergético

Print Friendly, PDF & Email

Ao abrir hoje a sétima edição do evento Santander DATAGRO Abertura de Safra Cana, Açúcar e Etanol, em Ribeirão Preto (SP), o consultor Plínio Nastari afirmou que as usinas vão produzir este ano em um contexto mundial bem favorável, em função dos baixos estoques de açúcar e de um crescimento acentuado da demanda . O evento marca o início do planejamento anual do setor sucroenergético brasileiro e traz palestras que abordam todos os fatores técnicos estratégicos para produção e comercialização de açúcar e etanol. Participam: lideranças políticas, bancos, indústria, traders, empresas de insumos, usinas, cooperativas e produtores rurais. Neste primeiro dia acontecem painéis de estimativas para a safra 2023/24, perspectiva comercial global para o mercado de açúcar e comercialização do bagaço na bolsa de valores. No segundo dia, temas do setor agrícola e tópicos relacionados ao setor industrial, trazendo painéis sobre métodos de sistematização, design e planejamento da lavoura, práticas de irrigação, adubação e uso de drones, oportunidades em energias renováveis no setor sucroenergético, entre outros. O consultor Plínio Nastari comentou ainda que o aumento do consumo de etanol na Índia também gera perspectivas positivas para o setor. “Devemos ter ainda custos de produção menores do que na safra passada em função de preços menores dos fertilizantes”, disse. Sobre o futuro próximo, Plínio enumerou os avanços das usinas na produção de biogás e biometano e a adoção de novas tecnologias que certamente aumentarão a eficiência energética do setor.

Canal-Jornal da Bioenergia

Veja Também

Posicionamento da UNICA sobre a Reforma Tributária

Como entidade que representa as principais unidades produtoras de açúcar, etanol e bioeletricidade da região …