Missão Comercial no Oriente Médio: interesse na expansão do etanol e do açúcar no Brasil

Print Friendly, PDF & Email

Investidores sauditas demonstram interesse em apostar na expansão do etanol e do açúcar no Brasil. Este é um dos resultados obtidos pela Missão Comercial do Governo de Goiás ao Oriente Médio, que vem sendo comandada pelo Governador de Goiás desde a semana passada e que tem a participação do presidente-executivo dos sindicatos da Indústria de Fabricação de Etanol e Açúcar do Estado de Goiás (Sifaeg/Sifaçúcar) e do Fórum Nacional Sucroenergético, André Rocha.

O governador Marconi Perillo ressalta que este é um momento importante de se aproveitar para aprimorar as relações comerciais que favoreçam a balança de exportação do Estado e garantam mais negócios aos empresários goianos.

O executivo André Rocha ressalta que os investidores sauditas manifestaram interesse em investir na expansão da indústria sucroenergética brasileira e isso é muito positivo porque a Arábia Saudita também é um importante mercado para o setor sucroenergético, uma vez que o Oriente Médio é um grande comprador de açúcar. “Em Abu Dhabi, onde estivemos recentemente, está instalada a maior refinaria de açúcar do mundo”, disse André, ao relatar que a missão comercial, liderada por Marconi, busca prospectar o mercado de etanol, que tem dificuldades de entrar na região por causa da força da indústria do petróleo, mas que, por questões ambientais, como forma de diminuir o lançamento de carbono na natureza pelos combustíveis fósseis, reúne condições para crescer.

Marconi Perillo tem dito que essas tratativas no Oriente Médio representam uma grande conquista para a economia de Goiás, uma vez que é um dos países mais fechados do mundo, apesar de seus empresários e investidores estarem dispostos a celebrar parcerias internacionais. “A decisão da Arábia Saudita de nos receber e nos apresentar para seus empresários e investidores mostra que o País está aberto para as conversações com o Governo de Goiás e com os empreendedores goianos”, assinalou o governador.

 

Canal-Jornal da Bioenergia com dados da Assessoria de Imprensa do Governo de Goiás