Maturador de ponta é alternativa para mitigar impactos de mudanças climáticas e elevar a qualidade da matéria-prima

Print Friendly, PDF & Email

Conforme fabricante, solução também resulta em ganhos expressivos de ATR às unidades produtoras de açúcar, etanol e energia de biomassa

Estudos recentes realizados pela área técnica da Sipcam Nichino Brasil apontam benefícios relevantes à cultura da cana-de-açúcar advindos da aplicação da solução Sprint® 50 WG. Trata-se, segundo a empresa, de um maturador dotado de características capazes de mitigar impactos das mudanças climáticas nos canaviais, além de melhorar a qualidade da matéria-prima e aumentar a oferta de ATR (açúcar total recuperado) nas unidades produtoras de açúcar, etanol e energia de biomassa.

De acordo com a companhia, recorrentes no setor sucroenergético, assim como nos demais cultivos, extremos climáticos devem entrar na relação dos desafios da cadeia produtiva da cana na safra 2024, cujo início está próximo. Para a Sipcam Nichino, seu maturador, atrelado às recomendações técnicas da empresa, “potencializa o acúmulo de sacarose, amplia a janela de colheita e melhora o gerenciamento da colheita da matéria-prima nessas condições”.

Goiás e São Paulo

 Segundo a área técnica da Sipcam Nichino, ao longo do ciclo 2023 da cana-de-açúcar, o maturador Sprint® WG 50 foi alvo de testes e pesquisas em áreas experimentais e comerciais dos estados de Goiás e São Paulo. As análises, acrescenta a companhia, ocorreram em períodos de 28 dias, 36 dias e 42 dias após a utilização da tecnologia. No primeiro período, Sprint® 50 WG gerou indicador médio de 11,5 kg de ATR (açúcar total recuperado), frente a 6,5 kg e 5,1 kg de outros dois tratamentos, destaca a empresa.

“A composição de Sprint® 50 WG revelou ser uma alternativa estratégica do produtor, pois permite o gerenciamento da colheita e extrai seu potencial máximo em termos de ganho de sacarose”, ressalta a Sipcam Nichino.

Outros indicadores atestam igualmente os benefícios transferidos pela tecnologia de Sprint® 50 WG, diz a fabricante. Em áreas de Goiás, complementa a Sipcam Nichino, o regulador de crescimento, analisado nos períodos de 28 dias e 35 dias após aplicado, trouxe acréscimos médios de 26,4 kg e 33,2 kg de ATR, respectivamente, ante 21,1 kg e 31,6 kg de ATR de um dos tratamentos-padrão comparados.

Em áreas de cana de São Paulo, por sua vez, conforme a Sipcam Nichino, um dos ensaios com Sprint® 50 WG resultou em ganho médio de 40,8 kg de ATR, 42 dias após aplicado. “O maturador superou outras importantes tecnologias adotadas no país”, enfatiza a empresa.

Ainda de acordo com a Sipcam Nichino Brasil, Sprint® 50 WG pertence ao grupo químico das sulfonilureias e tem como ingrediente ativo o composto ortosulfamuron. “Usado em doses menores ante outros insumos do gênero, não interfere na brotação de soqueira e não atinge à gema apical, além de evitar florescimento e isoporização”, conclui a nota da empresa.

Criada em 1979, a Sipcam Nichino resulta da união entre a italiana Sipcam, fundada em 1946, especialista em agroquímicos pós-patentes e a japonesa Nihon Nohyaku (Nichino). A Nichino tornou-se a primeira companhia de agroquímicos do Japão, em 1928, e desde sua chegada ao mercado atua centrada na inovação e no desenvolvimento de novas moléculas para proteção de cultivos. (Assessoria de imprensa)

Veja Também

Usinas CRV Industrial e Rubi S.A atualizam a certificação Kosher

Auditoria inspecionou todo o processo de produção e os insumos utilizados na fabricação de açúcar …