Itaipu binacional: carros elétricos doados para órgãos públicos

Print Friendly, PDF & Email

A Itaipu entregou um veículo elétrico e dois eletropostos, em regime de comodato, para o Ministério de Minas e Energia (MME). O Renault Fluence será usado como carro oficial pelo Poder Executivo. Já são três veículos elétricos entregues pela Itaipu para um órgão do setor elétrico, em Brasília.

A Itaipu mantém, atualmente, doze veículos elétricos cedidos. Eles estão na Eletrobras, Copel, Exército, ONU Mulher, Universidade Federal de Santa Catarina e governo do Paraguai.

Na frota própria, Itaipu mantém 100 veículos elétricos, de carros de passeio até avião. Além de não poluir o ambiente, um detalhe chama a atenção do condutor: o silêncio. O motor elétrico não produz ruído.

Em dez anos de existência, os veículos elétricos de Itaipu rodaram 836 mil km e evitaram a emissão de 87 toneladas de CO2. Para neutralizar estas emissões, só para efeitos de comparação, seria necessário o plantio de 498 árvores. A eficiência energética é outro aspecto positivo. É de 90% para carro elétrico, contra 37% dos veículos movidos a gasolina. O custo da energia é de 1/5, em comparação ao combustível.

Na Itaipu, os dez anos do Programa VE resultaram em uma economia de R$ 240 mil – considerando que a própria empresa produz a energia que abastece os carros (se a energia fosse comprada, a economia seria de R$ 110 mil). Em todo o Brasil, a economia seria da ordem de R$ 100 bilhões ao ano.

O Programa Veículo Elétrico (VE) é resultado da parceria entre Itaipu Binacional  e a KWO – Kraftwerke Oberhasli AG, que controla usinas hidrelétricas na região dos Alpes, na Suíça. (Canal – Jornal da Bioenergia)