foto ilustrativa

Governo de Goiás cadastra produtores interessados em potencializar turismo rural

Print Friendly, PDF & Email

O Governo de Goiás deu início ao cadastramento de produtores rurais interessados em participar de um programa a ser desenvolvido pelo Estado no fomento ao turismo rural. A iniciativa é promovida de forma integrada e reúne ações das secretarias de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), da Retomada e da Cultura (Secult) e da Goiás Turismo, da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão e Pesquisa Agropecuária (Emater) e da GoiásFomento.

O objetivo é mapear propriedades rurais no Estado com potencial turístico a ser explorado, seja pelo lado gastronômico, de experiência, arquitetônico, de hospedagem, museológico, de aventura, ecoturismo e costumes locais, dentre outras práticas de agroturismo. A partir desse mapeamento, o Governo de Goiás irá desenvolver políticas públicas focadas no fomento a essas atividades, potencializando a economia local e criativa dessas zonas rurais.

A previsão é de que o cadastro possa, em um futuro breve, também dar aos produtores a oportunidade de criar, desenvolver ou alavancar atividades ligadas ao turismo rural, por meio de capacitações, acesso a crédito, assistência técnica e gerencial.  Além disso, a iniciativa visa contribuir para a valorização da cultura regional e a agregação de valor a produtos e experiências de consumo.

Inicialmente, serão aceitos cadastros de municípios e povoados da região do Caminho de Cora Coralina e municípios circunvizinhos. São eles: Corumbá de Goiás, Cocalzinho de Goiás, Pirenópolis, Caxambu, Radiolândia, São Francisco de Goiás, Jaraguá, Vila Aparecida, Alvelândia, Palestina, Itaguari, São Benedito, Itaberaí, Calcilândia, Ferreiro e Cidade de Goiás. O preenchimento do formulário (https://forms.gle/HrVfViVDPRMHSwqM8) deverá ser feito até o dia 20 de junho.

Incremento da economia

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, acredita que o projeto irá contribuir de maneira muito efetiva para gerar novas oportunidades de renda a produtores rurais do Estado, além de valorizar ainda mais o campo e suas riquezas. “Goiás tem um enorme potencial a ser explorado na questão do turismo rural. Temos exemplos de outros países, como a Itália e a Espanha, em que cidades inteiras movimentam o comércio local pelos produtos vendidos da região, bem como experiências de hospedagem ou de atividades que envolvem o campo. Com toda a certeza, conforme orientação do governador Ronaldo Caiado, poderemos seguir por este caminho e encantar as pessoas com nossas riquezas culturais que vêm do meio rural”, salienta.

Para o secretário de Estado da Retomada, César Moura, que também responde pela pasta da Cultura, a iniciativa da criação deste roteiro turístico e cultural é mais um exemplo do modelo de gestão do governador Ronaldo Caiado, focado na união entre as pastas do Governo de Goiás. “Além de reconhecer a importância de Cora Coralina para a história de nosso Estado, o projeto do Caminho de Cora engloba mais oportunidades para a geração de emprego, renda e desenvolvimento regional”, comenta.

O presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, reforça que o incremento por parte da iniciativa tem muito a contribuir no desenvolvimento do Estado de maneira geral. “Goiás tem enorme potencial para o turismo rural. Nós temos essa característica da ruralidade no DNA e, no pós-pandemia, ele surge como uma das tendências mundiais”, considera. “A própria Organização Mundial de Turismo (OMT) colocou o turismo rural como a temática do ano de 2020, celebrando o papel que o setor desempenha em fornecer oportunidades, emprego e renda fora das grandes cidades, e preservar o patrimônio cultural e natural em todo o mundo”, destaca.

O presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende, complementa que por parte dos produtores rurais os ganhos também serão sentidos na gestão da propriedade. “A Emater terá um papel fundamental, atuando como agente local facilitador, promovendo aos produtores rurais, principalmente os pequenos, o acesso às oportunidades que vêm do fortalecimento das rotas turísticas. A Emater é o braço do poder público que está presente na maioria dos municípios de Goiás que têm essa vocação turística”, pontua. “O fomento à essa atividade tem como consequência o aparecimento de várias oportunidades para que os produtores comercializem seus excedentes. A Emater pode contribuir, então, capacitando esses produtores nas cadeias produtivas desses itens que têm a possibilidade de potencialização das vendas”.

Por fim, o presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, completa destacando os benefícios econômicos que devem surgir por meio dessa ação para produtores rurais e profissionais do turismo. “A GoiásFomento participa desse projeto na oferta de crédito com juros subsidiados para os pequenos produtores rurais e, também, para os microeemprendedores do setor do turismo. É a única instituição financeira no Estado que opera com as linhas de crédito do Fungetur, que são as linhas com juros mais baixos no mercado e condições facilitadas que podem chegar a até 20 anos para pagamento”, destaca. “Nosso Estado tem uma vocação muito grande tanto para o turismo quanto para a atividade rural, e a conjugação de esforços entre essas duas áreas econômicas possibilitará o desenvolvimento desse turismo, sendo mais uma importante iniciativa do nosso governador Ronaldo Caiado para a promoção do desenvolvimento regionalizado no Estado.”

Acesse o formulário: https://forms.gle/HrVfViVDPRMHSwqM8

Saiba mais sobre o Caminho de Cora Coralina: https://caminhodecoracoralina.com.br/

Seapa) – Governo de Goiás