Produtividade da cana no Cerrado

Print Friendly, PDF & Email

A produtividade da cana-de-açúcar no Cerrado tem avançado consideravelmente. Graças por exemplo a nova geração da genética CTC, a Série 9000, do CTC. Em média, o aumento do ATR (toneladas de açúcar por hectare), principal indicador da cultura, é de 25% entre as safras 2015/2016 e 2019/2020, segundo levantamento em 144 usinas, que comparou o desempenho da geração 9000 com um mix de variedades plantadas na região. Segundo o Centro de Tecnologia Canavieira, a Série 9000 ofereceu às usinas e produtores variedades que se adaptam bem até aos ambientes restritivos do Cerrado, de baixa fertilidade e deficiência hídrica. As três primeiras variedades desta linha (9001, 9002 e 9003) foram lançadas em 2013. Agora, a série premium ganhou mais duas variedades – CTC 9006 e CTC 9007. A genética CTC foi estratégica na expansão das fronteiras da cana-de-açúcar, entre 2003 e 2008, com variedades customizadas, de alta produtividade, que responderam bem às diferentes condições climáticas e de solo no Cerrado. As áreas com variedades 9000 registraram 99,2 toneladas de cana-de-açúcar na safra 2019/2020 (média de cinco cortes), contra 79,1 das variedades antigas plantadas na região e outras que não se adaptaram a este ambiente produtivo. Segundo o CTC , essa série premium já está em quarto lugar entre as mais plantadas no país. Canal com dados da imprensa CTC.