Freepik

Energia solar avança e destaca Brasil no mundo

Print Friendly, PDF & Email

Um levantamento feito pela IEA (Agência Internacional de Energia) mostra que, em 2022, o Brasil foi o 4º país que mais apresentou crescimento da energia solar no mundo. Foram 9,9 GW de potência. Em todo o mundo, a fonte fotovoltaica cresceu 240 GW ao longo do ano passado, atingindo a marca dos 1,2 TW de capacidade global acumulada. Neste cenário foi a que China ficou em primeiro lugar, com acréscimo de 106 GW no período. Isso representa mais do que o dobro da potência obtida pelos 27 países que compõem a União Europeia – que juntos acumularam 39 GW de potência instalada. Nos Estados Unidos, o acréscimo no ano passado foi de 18,6 GW de potência solar.

Ainda sobre o Brasil,  dados recentes divulgados pela IRENA (Agência Internacional de Energia Renovável) atestam: o Brasil encerrou 2022 na 8ª colocação do ranking mundial de capacidade operacional de energia solar, com mais de 24 GW acrescidos desde o inicio da expansão da fonte no mundo. Isso significa que o País subiu seis posições no ranking da Agência. Foi inédita essa posição de o país ficar entre os dez primeiros colocados do levantamento. Antes, em 2021, esteve na 14ª colocação geral.

Canal-Jornal da Bioenergia

Veja Também

Agricultor familiar que usa painéis solares terá desconto na conta de luz

Medida foi aprovada pelo Senado com o objetivo de estimular fontes limpas de energia Famílias …