Home » Cana de açúcar » Datagro projeta alta de 3,5% no processamento de cana-de-açúcar no Centro-Sul
Divulgação Embrapa

Datagro projeta alta de 3,5% no processamento de cana-de-açúcar no Centro-Sul

Print Friendly, PDF & Email

A DATAGRO estima um processamento de cana-de-açúcar na safra 2019/20 no Centro-Sul do Brasil em 593,16 milhões de toneladas, alta de 3,5% sobre as 573,05 milhões de toneladas do fechamento da safra 2018/19. Com 52 milhões de toneladas de oferta das regiões Norte e Nordeste, a produção total do Brasil deve ser de 645,16 milhões de toneladas no período.

Durante a 19ª Conferência Internacional DATAGRO Sobre Açúcar e Etanol, em São Paulo (SP), nesta segunda-feira (28), o presidente da DATAGRO, Plinio Nastari, projetou uma produção de 26,21 milhões de toneladas de açúcar no Centro-Sul do Brasil contra 26,51 milhões de toneladas na safra 2018/19. A oferta total, com o Norte/Nordeste, deve ficar em 28,81 milhões de toneladas do adoçante.

A produção de etanol deve atingir 32,3 bilhões de litros no Centro-Sul em 2019/20, segundo a DATAGRO, ante um total de 30,1 bilhões de litros na safra 2018/19 na região, incluindo o combustível de cana e de milho. O estoque em 31 de março, na passagem para a safra 2020/21, deve ser de 1,73 bilhão de litros. Segundo Nastari, com o Norte e Nordeste, a oferta total do biocombustível pode chegar a 34 bilhões de litros no País em 2019/2020.

De acordo com a DATAGRO, a safra 2020/21 está marcada, até o momento, pelo atraso fisiológico no desenvolvimento da soqueira de onde a cana colhida na atual safra rebrota para ser cortada novamente. “As chuvas abaixo da média, incêndios e geadas, além de infestação mais intensa de mato, trouxeram problemas para a soqueira. Além disso, há uma perda de área de cana para cultivo de soja, que será compensada pelo aumento de etanol de milho no ano que vem”, explicou Nastari. Datagro