O Que Esperar Da Nova Safra No Centro-Sul? - 1

O que esperar da nova safra no Centro-Sul?

Print Friendly, Pdf &Amp; Email

A nova safra 2022/23 de cana, açúcar e etanol não está definida no Centro-Sul do Brasil. Fazer qualquer previsão neste momento significa chance de erro maior que o normal. Para lembrar, a safra 2021/22 no Centro-Sul foi relativamente pequena devido a um clima seco. A produção de cana deve ficar em torno de 530 mi t; a produção de açúcar deve ficar em torno de 32,5 mi t; a produção de etanol de cana deve ficar entre 24 e 25 bi litros. As previsões disponíveis atualmente para a safra 2022/23.

O clima e o tamanho da safra

Para lembrar, a safra 2021/22 no Centro-Sul foi relativamente pequena devido a um clima seco. A produção de cana deve ficar em torno de 530 mi t; a produção de açúcar deve ficar em torno de 32,5 mi t; a produção de etanol de cana deve ficar entre 24 e 25 bi litros.

As previsões disponíveis atualmente para a safra 2022/23 sugerem uma safra maior que aquela do ano passado. Em termos de cana a ser moída, o crescimento previsto da nova safra é da ordem de 5%-6%.

Por outro lado, as previsões para a nova safra têm sido modificadas pelas usinas para mais, em função das chuvas que estão ocorrendo próximas da média histórica. Uma boa previsão para o tamanho da safra será feita no final das chuvas de verão no Centro-Sul, ou seja, Março/22.

O mix de produção

O mercado tem indicado que o volume de fixações de preços de venda futura de açúcar em NY é menor que na safra passada. Isto porque as usinas estão esperando uma recuperação de preços do açúcar no mercado de futuros de NY. Cabe lembrar que o preço de açúcar neste mercado alcançou um teto de 20,90 ¢/lb em Agosto/21 e de lá para cá mostra tendência de baixa. Atualmente o preço ronda 18 ¢/lb.

Por mais que esta expectativa altista das usinas seja argumento para inibir fixações, em nossa opinião não é o único argumento.

Inibe fixações de preços:

A incerteza sobre o tamanho da nova safra e o volume de açúcar que poderá ser produzido.
A dúvida na escolha do produto, açúcar ou etanol, que melhor remunera a usina. A usina não tem claro neste momento qual seria seu mix de produção de lucro máximo. Isto porque os dois produtos remuneram muito bem as usinas e estão mais ou menos empatados em termos de atratividade para o produtor.
As incertezas globais

O mundo passa por alto grau de incertezas. De tipo:

– Geopolíticas
– O Covid e suas variantes.
– Macroeconômicas, com desequilíbrios fiscais relevantes, inflação e juros em alta.
– Clima
– Situação sócio-política delicada em diversos países, com esgotamento mental da população decorrente do Covid19.
– As bolsas dos EUA e Europa desde Novembro/21 mostram-se de lado. A euforia pós-Covid de 2020-2021 passou. A bolsa da China mostra viés de baixa.
Voltando ao açúcar, este elevado grau de incertezas por que passa o mundo neste momento é um estímulo para fixação de preços. Isto garante os bons preços atuais, em R$/t de açúcar, que as usinas podem ter neste momento. Esperar que os preços do açúcar se recuperem é uma aposta possível, mas incerta. A boa remuneração atual da produção da usina é uma garantia de lucro satisfatório, considerando todos os custos de produção: despesas, depreciação e custo do capital total investido. Nossa recomendação: garantir o lucro para uma parte da produção. – — Saúde a todos

*Julio Maria M. Borges é sócio-diretor da JOB Economia e Planejamento/ Canal Rural

Veja Também

Como Mitigar Emissão De Óxido Nitroso No Cultivo Da Cana-De-Açúcar - 10

Como mitigar emissão de óxido nitroso no cultivo da cana-de-açúcar

A região centro-oeste é atualmente a principal área de expansão da cana-de-açúcar no Brasil. Pesquisadores …