Brasília recebe evento internacional sobre economia de baixo carbono

Print Friendly, PDF & Email

Hoje, 27/ 06, será realizado o Encontro Internacional sobre Estratégias de Desenvolvimento de Longo Prazo e Mudanças Climáticas.  Nele, especialistas alemães e mexicanos compartilharão suas experiências na elaboração de seus planos estratégicos de baixo carbono de longo prazo (LTS, na sigla em inglês) em um evento que dará o pontapé inicial aos debates com a sociedade civil e demais stakeholders sobre a elaboração do plano brasileiro. Todos os países signatários do Acordo de Paris precisam apresentar seus LTSs até 2020.   O debate é uma iniciativa do iCS-Instituto Clima e Sociedade, em parceria com a Embaixada da Alemanha e FBMC, e terá transmissão via streaming pelo youtube do iCS.

  “O Brasil está lutando para retomar o caminho do crescimento econômico enquanto o mundo adapta sua economia para padrões de baixas emissões dos gases que causam efeito estufa. Não podemos correr o risco de fazer a opção errada e perder a oportunidade de dar um salto qualitativo e quantitativo de desenvolvimento”, destaca Ana Toni, diretora executiva do iCS.  “O debate sobre o futuro que queremos se torna ainda mais importante diante das constantes ameaças de retrocesso feitas tanto pelo Legislativo como pelo poder Executivo”, completa.

O evento do iCS visa debater como o Brasil pode construir seu plano de longo prazo e como ele deve envolver outros públicos com grande potencial de liderar as  mudanças necessárias para uma transição para economia de baixo carbono, tais como empresas, cidades e estados.  A Plataforma 2050, que será apresentada pela primeira vez no Brasil, se encaixa nessa visão. Lançada durante a CoP22, em Marrakesh, ela apoiará países, cidades e empresas que procuram desenvolver estratégias de descarbonização da economia no longo prazo, inclusive através o compartilhamento de recursos (incluindo capacitação), conhecimentos e experiências.

Entre os palestrantes do Encontro Internacional sobre Estratégias de Desenvolvimento de Longo Prazo e Mudanças Climáticas estão Karsten Sach, Diretor Geral de Políticas Climáticas, Política Europeia e Internacional no Ministério Federal de Meio Ambiente, Conservação da Natureza, Construção e Segurança Nuclear – BMUB, Alemanha; Emmanuel Guerin, Diretor Executivo Interino da Plataforma “Caminhos para 2050” e Diretor Executivo de Políticas Globais da Fundação Europeia do Clima – ECF; Alfredo Sirkis,  Secretário Executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas – FBMC e Diretor do Centro Brasil no Clima (CBC); Carlos Rittl,  Secretário Executivo do Observatório do Clima – OC; Mário Sérgio Fernandes de Vasconcelos, Diretor de Relações Internacionais da Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN; e Jorge Viana, Vice-Presidente do Senado Federal brasileiro e presidente da Comissão Mista de Mudanças Climáticas – CMMC do Congresso Nacional.  O governo mexicano também enviará um representante para expor o processo de elaboração de sua LTS.

SERVIÇO

Encontro Internacional sobre Estratégias de Desenvolvimento de Longo Prazo e Mudanças Climáticas – Diálogos para um Futuro Sustentável

Data: 27 de Junho de 2017

Horário: 08h30-13h30

Local: Manhattan Plaza, SHN Q.2, Bloco 1 – Asa Norte, Brasília

PALESTRANTES

Karsten Sach é Diretor Geral de Políticas Climáticas, Política Europeia e Internacional no Ministério Federal de Meio Ambiente, Conservação da

Natureza, Construção e Segurança Nuclear – BMUB, Alemanha. Foi professor de Meio Ambiente e Direito Econômico antes de integrar a

equipe do Ministério do Meio Ambiente em 1991. Foi Subdiretor do Setor de Cooperação Internacional, Convenções Internacionais sobre Mudanças Climáticas” e desde 1999 é responsável pela construção das posições do governo alemão nas negociações do clima (UNFCCC). Foi Presidente do Comitê Administrativo (2009-2011) e Presidente do Conselho (2013-2014) da Agência Internacional de Energias Renováveis (IRENA) e Presidente do Conselho de Administração da Agência Européia de Meio Ambiente (2008-2014).

Emmanuel Guerin é Diretor Executivo Interino da Plataforma “Caminhos para 2050” e Diretor Executivo de Políticas Globais da Fundação

Europeia do Clima – ECF. Antes de fazer parte da ECF, ele trabalhou como Assessor Especial do Embaixador para Mudanças Climáticas no Ministério das Relações Exteriores da França, foi Diretor da Comissão das Nações Unidas da Rede para o Desenvolvimento Sustentável, Diretor do Projeto Caminhos para uma Profunda Descarbonização e Diretor do Programa Energia e Clima do Instituto para Desenvolvimento Sustentável e Relações Internacionais.

Alfredo Sirkis é Secretário Executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas – FBMC e Diretor do Centro Brasil no Clima (CBC). Alfredo é

gestor ambiental e urbanístico, jornalista, escritor e roteirista de TV e cinema. Até o final de 2014 foi deputado federal e presidente da Comissão

Mista de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional (CMMC) e um dos vice-presidentes da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da

Câmara dos Deputados. Já atuou como vereador, secretário municipal de urbanismo e secretário municipal de meio ambiente da cidade do Rio de Janeiro.

Jorge Viana é Vice-Presidente do Senado Federal brasileiro e presidente da Comissão Mista de Mudanças Climáticas – CMMC do Congresso Nacional. No Parlamento tem pautado sua atuação na política ambiental, tendo sido relator do Código Florestal e do novo Marco Legal da Biodiversidade. Jorge Viana foi prefeito de Rio Branco, AC, e governador do Acre (inserir anos mandato). Entre seus programas de Governo destacaram-se propostas de desenvolvimento valorizando a floresta, a partir de uma economia de baixo carbono e inclusão social. Entre 2007 e 2010, foi Presidente do Fórum de Desenvolvimento Sustentável do Acre. Atuou na iniciativa privada participando de conselhos de empresas, sempre na área de gestão estratégica e meio-ambiente.

Carlos Rittl é Secretário Executivo do Observatório do Clima – OC desde 2013. É formado em Administração Pública pela EAESP- FGV e doutor em Biologia Tropical e Recursos Naturais, pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Atua há 20 anos na área ambiental tendo liderado o Programa de Mudanças Climáticas e Energia do WWF-Brasil (2009-2013) e a Campanha de Clima do Greenpeace no Brasil (2005-2007). Vem trabalhado pelo avanço do debate e progresso das políticas públicas sobre florestas, mudanças do clima, energia e sustentabilidade no Brasil.

Mário Sérgio Fernandes de Vasconcelos é Diretor de Relações Internacionais da Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN. Economista

formado pela Universidade Federal do Ceará com MBA – Executivo e Pós-Graduação em Engenharia Econômica e Administração Industrial pela

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tem larga experiência no mercado financeiro, tendo atuado como diretor dos bancos Nacional,

Interbanco do Paraguai, ABN AMRO Bank, Mercantil de São Paulo Finasa e Santander Banespa. Integrou o Conselho de Administração da Tecnologia Bancária S/A, a diretoria da ABECS (Associação Brasileira de Cartões de Crédito e Serviços) e foi membro conselheiro da Visa Internacional.

 

 

Assessoria de imprensa