Artigo/Fomento ao empreendedorismo

Print Friendly, PDF & Email

Empreendedores são unânimes em relatar dificuldades no acesso ao crédito privado, o que emperra projetos e em alguns casos até força a empresa a fechar as portas. Realidade que evidencia a importância de facilitar a concessão de empréstimos para micro e pequenos negócios, os que mais geram emprego e renda, missão que a GoiásFomento vem desempenhando com bons resultados.

Nos últimos cinco anos, período no qual se inserem os duros entraves impostos pela pandemia de Covid-19, a Agência de Fomento de Goiás, seguindo as diretrizes do governador Ronaldo Caiado, liberou R$ 266,58 milhões em financiamentos, beneficiando 8.180 micro e pequenos empreendedores goianos. Em 2023, foram firmados 1.035 contratos de empréstimo, totalizando R$ 40,79 milhões, com estimativa de terem sido gerados e mantidos 1.804 empregos diretos no estado.

No ano passado, apenas as operações voltadas ao microcrédito, com valor de até R$ 21 mil por contrato, do Programa Mais Crédito, somaram R$ 6 milhões em valores contratados. Nesse programa, as taxas de juros são subsidiadas, via Fundo de Equalização para o Empreendedor (Fundeq). Em algumas situações, os subsídios chegam a 100% do valor dos juros, sob a forma de equalização e/ou aval nas operações.

Ao incentivar o empreendedorismo, a GoiásFomento contribui para o desenvolvimento e a redução de desigualdades sociais e regionais. Compromisso assumido também como agente financeiro dos programas sociais do Governo de Goiás, com desdobramentos positivos em dignidade e oportunidade às pessoas por eles beneficiadas.

Para ampliar o acesso ao crédito, chegamos perto de quem busca empreender para mostrar que existe financiamento em condições mais favoráveis que as do mercado. Uma das estratégias é fazer convênios com as prefeituras para oferta de crédito e captação de recursos a serem aportados no Fundeq. Ação que promove o empreendedorismo local, emprego e renda nas diversas regiões goianas.

No mesmo sentido de maior aproximação com clientes potenciais de diferentes setores produtivos, a GoiásFomento coloca em campo, nos municípios em todas as regiões do Estado, equipe de técnicos para divulgar as linhas de crédito e orientar sobre como proceder na hora de pleitear um empréstimo.
Goiás tem se destacado nacionalmente com bons indicadores econômicos, os quais muito devem à excelência da produção no campo. Para o setor agropecuário existe a linha Produtor Empreendedor, em que foram concedidos R$ 6,7 milhões em financiamentos em 2023, com contratos no valor médio de R$ 66,8 mil, 101 financiamentos contratados e R$ 1,4 milhão em garantia do Fundeq.

Temos avançado no propósito de alavancar nossa economia. Prova disso é que a soma das garantias concedidas pelo Fundeq, em todas as operações de crédito, totalizou R$ 8,3 milhões em 2023. Incluindo os avais de todos os fundos, o valor atingiu R$ 20,3 milhões, abrangendo 126 municípios goianos. O balanço confirma que investir no setor produtivo é caminhar rumo a maior inclusão social e qualidade de vida. Seguimos nessa rota, com perspectivas ainda melhores neste 2024 que começa.
EURÍPEDES JOSÉ DO CARMO-Presidente da GoiásFomento

Veja Também

Opinião/ Programa Mover: como a regulamentação pode impulsionar a inovação no Brasil?

Por Andressa Melo Nosso país é um solo extremamente fértil para a inovação, com muitas …