20ª Conferência DATAGRO: BNDES prepara linha de financiamento vinculada ao RenovaBio

Print Friendly, PDF & Email

O chefe de departamento do Complexo Agroalimentar e Biocombustíveis do BNDES, Mauro Mattoso, afirmou em painel da 20a. Conferência Internacional DATAGRO sobre Açúcar e Etanol, que o banco está preparando o lançamento de um programa de financiamento para o setor sucroenergético vinculado ao RenovaBio. Realizado no formato online, o evento acontece até esta sexta-feira (30), combinando palestras e feira virtual.

“A iniciativa está sendo desenvolvida em parceria com o Ministério de Minas e Energia e a ANP, e terá como foco estimular a redução de emissões de gases poluentes por meio de mecanismos do RenovaBio”, ressaltou Mattoso, acrescentando “que as empresas interessadas na linha de crédito terão que, obviamente, estar certificadas no âmbito da Política Nacional de Biocombustíveis e terem já passado pelo crivo da RenovaCalc”.

De acordo com o executivo do BNDES, os desembolsos serão feitos de uma vez e não será necessária a apresentação de projeto. “O que iremos considerar como objetivo é a redução de emissões. Ou seja, na época de contratação da linha checamos o nível de emissão da atividade financiada e depois de um tempo verificamos se houve queda. Em caso positivo, as taxas de juros serão reduzidas.”

Também participantes do painel, Mucio Mattos, da Vectis Capital; e Frederico Pessôa, da Latache Capital; falaram sobre alternativas de financiamento para o setor sucroenergético e o agronegócio como um todo – além dos recursos oficiais.

Mattos deu ênfase à busca por crédito privado via mercado de capitais por meio de títulos como o CRA, bem como a captação junto a fundos de investimento, no que foi endossado por Pessôa, que concluiu, dizendo que: “o Brasil está se acostumando ao financiamento privado, empresas familiares estão se profissionalizando para ter elegibilidade para captação destes recursos, promovendo compliance ambiental e social de suas atividades, e assim por diante”. Universo Agro