1º Leilão de Energia de Reserva 2015 contrata 1.043 MW de energia solar

Print Friendly, PDF & Email

Um total de 30 empreendimentos de geração de energia solar fotovoltaica, somando capacidade instalada de 1.043 megawatts pico (MWp), foi contratado no 1º Leilão de Energia de Reserva 2015, promovido na sexta-feira (28/8) pelo Governo Federal. O preço médio ao final do Leilão ficou em R$ 301,79/MWh – um deságio de 13,5% em relação ao preço inicial. A previsão é que sejam investidos cerca de R$ 4,3 bilhões na construção dos empreendimentos, situados nos Estados da Bahia, Piauí, Paraíba, Minas Gerais e Tocantins. Os projetos vencedores e as distribuidoras assinarão contratos de compra e venda de energia com duração de 20 anos, válidos a partir de 1º de agosto de 2017. O volume financeiro negociado no leilão chegará a R$ 12,248 bilhões ao final
do prazo de vigência dos contratos. Em entrevista coletiva concedida após o certame, o presidente da Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Mauricio Tolmasquim, comemorou o sucesso do
leilão e destacou os pontos positivos do resultado: “Esse leilão foi um grande sucesso e foi um dos menores preços do mundo, de US$ 85 o MWh, menor do que no primeiro leilão realizado no Brasil no ano passado”, informou Tolmasquim.
Tolmasquim destacou o grande número de participantes, “que garantiu um deságio importante, de mais de 13%”, em 87 rodadas de lances em 8 horas de leilão. Segundo Tolmasquim, esse deságio vai representar uma economia de R$ 1,9 bilhão para o consumidor ao longo dos 20 aos de contrato. “Além disso, projetos localizados no interior da Bahia e do Piauí foram os mais contratados, o que tem uma função social por garantir desenvolvimento para essas regiões”, afirmou. Ele destacou ainda a solidez das empresas participantes e a confirmação de que a energia solar vai seguir o mesmo caminho da energia eólica. EPE

Veja Também

Com quedas de temperatura e proximidade do inverno, instalações de painéis solares seguem aquecidas no País

Pelo mapeamento da franqueadora, foram instalados cerca de 200 mil sistemas fotovoltaicos em telhados nos …