Home » Empresas e Mercado » Para aproveitar a melhor rentabilidade, é preciso cuidar bem do canavial

Para aproveitar a melhor rentabilidade, é preciso cuidar bem do canavial

Print Friendly, PDF & Email

Boas perspectivas estimulam os investimentos em máquinas e implementos agrícolas canavieiros
A safra 2017/18 tem todos os fundamentos para alavancar os resultados das empresas do setor sucroenergético, uma vez que os preços do açúcar continuarão trazendo alta rentabilidade à usinas e produtores de cana. Além disso, o etanol também estará remunerando bem, embora não no mesmo patamar do açúcar.

Para Eduardo Costa Carvalho, trader da Sucden, no próximo ciclo, a usina que produzir mais açúcar terá excelentes resultados. Embora menos cana deva ser processada – em torno de 567 milhões de toneladas, na estimativa da trading –, a produção de açúcar deverá chegar a 34,4 milhões de toneladas. Oscar Louro Fernandes, consultor da Sucrotec, concorda. Segundo ele, o próximo ciclo será muito remunerador e as empresas poderão ter bons resultados, tanto com açúcar como com o etanol. “Hoje, o biocombustível é remunerador, mas bem abaixo do açúcar. O que esperamos é que o açúcar não se mantenha nesse preço tão alto na média de 2017, mas continuará num nível muito bom; já a remuneração do etanol deverá subir”, afirma.

O cenário de bons preços é propício para que usinas e produtores voltem a investir especialmente no canavial, pois precisam de mais matéria-prima para aproveitarem o melhor nível de rentabilidade e as boas perspectivas. “Com a alta de preços, ressurge o interesse do setor em investir no canavial e retomar índices de produtividade já alcançados anteriormente”, diz Manoel Ortolan, presidente da Canaoeste.

O melhor ânimo para novos investimentos já pode ser percebido por fabricantes de máquinas e equipamentos. Segundo Auro Pardinho, gerente de marketing da DMB Máquinas e Implementos Agrícolas, localizada em Sertãozinho, SP, a empresa já sente a maior disposição do setor para investir, especialmente em equipamentos para plantio. “Com os preços animadores, principalmente com o açúcar, o produtor está mais interessado em plantar mais cana, em fazer a reforma dos canaviais velhos, em cuidar melhor do trato das soqueiras”, diz Pardinho, salientando que a DMB oferece tecnologia especializada para que o setor realize essas operações com maior eficiência.

De acordo com o Gerente de Marketing da DMB, a empresa já registra aumento na procura por suas plantadoras de cana e pelos outros equipamentos que dispõe, como adubadores e aplicadores de inseticidas para controle Sphenophorus, Migdolus e Cigarrinhas, principalmente. “A DMB está preparada para o retorno dos investimentos no campo e pronta para ajudar o setor a cuidar bem do canavial, para obter mais cana e melhorar o caixa”, observa Pardinho.

Assessoria de Imprensa da DMB