Home » Empresas e Mercado » Casa dos Ventos inicia operação do Complexo Ventos do Araripe III

Casa dos Ventos inicia operação do Complexo Ventos do Araripe III

Print Friendly, PDF & Email

Com os 359 MW deste complexo, o quinto entregue pela Casa dos Ventos desde o final de 2015, a companhia supera a marca de 1 GW implantados em um ano
São Paulo, 29 de novembro de 2016 – A Casa dos Ventos, uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil, inicia nesta segunda-feira, 28, a operação comercial do Complexo Ventos do Araripe III, localizado na divisa entre Piauí e Pernambuco, no alto da Chapada do Araripe.

Com investimento de R$1,8 bilhão, o empreendimento é composto por 14 parques eólicos, 156 aerogeradores e potência instalada de 359 MW – energia suficiente para abastecer 300 mil residências. A entrada em operação comercial dos quatorze parques se dará de maneira gradativa até o início de 2017, assegurando uma antecipação de mais de um ano para alguns parques frente aos seus respectivos cronogramas regulatórios. Quando estiver operando a plena capacidade, Ventos do Araripe III será um dos maiores complexos eólicos da América Latina.

“Para se ter uma referência da dimensão de Ventos do Araripe III, sua capacidade instalada é maior do que a de todos os parques eólicos instalados este ano em países como Grã Bretanha, África do Sul, México ou Argentina. Estamos orgulhosos de contribuir para que o Brasil se torne uma referência na produção de energia limpa”, afirma Lucas Araripe, diretor de Novos Negócios da Casa dos Ventos. Além da implantação dos parques em Ventos do Araripe III, a desenvolvedora de projetos eólicos foi responsável pela construção de uma linha de transmissão de 35 quilômetros para conectá-los ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

O Complexo Ventos do Araripe III foi responsável pela geração de aproximadamente 1500 empregos diretos e cerca de 70 famílias de Simões (PI) e Araripina (PE) tornaram-se parceiras da companhia arrendando suas propriedades para instalação dos aerogeradores. “Os benefícios com a instalação de parques eólicos vão além da oferta de trabalho e remuneração aos proprietários pelo arrendamento de suas áreas”, explica Araripe. “Investimos cerca de R$5 milhões em projetos sociais para atender as principais carências da comunidades, incluindo a construção de uma escola e o desenvolvimento de programas de melhoria de acesso a água e saneamento, dentre outros.”

1 GW em um ano

De outubro de 2015 até novembro de 2016, a Casa dos Ventos inaugurou cinco complexos eólicos, dos quais Ventos do Araripe III é o quinto. A companhia completa, assim, mais de 1,1 GW de potência instalada em pouco mais de um ano.

Em 2015, a Casa dos Ventos iniciou operação de Ventos de Santa Brígida e Ventos do Araripe, em Pernambuco e Piauí, respectivamente, totalizando, juntos, 392 MW. No primeiro semestre de 2016, com sete meses de antecedência ao cronograma regulatório, a companhia inaugurou Ventos de São Clemente, em Pernambuco, com potência instalada de 216 MW. Em setembro, foi a vez de Ventos de Tianguá, no Ceará, de 130 MW.

“A construção destes cinco complexos em tempo recorde atesta a capacidade da Casa dos Ventos em implantar seus projetos de maneira eficiente e reforça nosso compromisso com a geração de energia limpa no país”, comenta Araripe. “Mesmo diante do atual cenário econômico do país, fomos capazes de manter em ritmo acelerado R$5 bilhões de investimento nos últimos dois anos e atingir resultados importantes”, completa.
Sobre a Casa dos Ventos

A Casa dos Ventos é uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil. Há nove anos no mercado, a empresa é responsável pelo maior número de projetos que venderam energia nos leilões e no ambiente de contratação livre. Além de ter desenvolvido aproximadamente 30% de todos os empreendimentos em implantação ou operação no país, a empresa é detentora do maior portfólio de projetos eólicos do Brasil. A sede corporativa da companhia é na cidade de São Paulo e seus projetos eólicos estão localizados no Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Bahia e Piauí.

 

 

Assessoria de imprensa