Vigência da nova lei mantém atratividade da energia solar, com possibilidade de economia de até 90% na conta de luz

Print Friendly, PDF & Email

Segundo Rodolfo Meyer, CEO da empresa, equipamentos fotovoltaicos ficam mais baratos e mais eficientes ao longo dos anos, garantindo alta taxa de retorno nos sistemas instalados em telhados

 

Mesmo com a entrada em vigor este mês das novas regras para consumidores com energia solar nos telhados, conforme a Lei 14300/2022, a instalação de sistemas fotovoltaicos continua atrativa e vantajosa para o cidadão que pretende investir na tecnologia em sua residência ou empresa, com possibilidade de economia de até 90% na conta de luz.

A avaliação é de Rodolfo Meyer, CEO do Portal Solar, franqueadora para venda e instalação de painéis fotovoltaicos no País. Segundo o executivo, mesmo com as novas regras, os consumidores podem, além da redução de gasto com energia elétrica, se blindar das bandeiras tarifárias, aumentar a competitividade de um negócio e aliviar o orçamento familiar.

“Como o preço dos equipamentos cai de forma significativa no mercado internacional e o próprio painel solar passa por evolução tecnológica do painel solar, que eleva a eficiência de produção de eletricidade, os projetos fotovoltaicos possuem alta taxa de retorno e é considerado hoje um dos investimentos mais rentáveis no Brasil e no mundo”, explica.

“Assim, mesmo com uma cobrança gradativa no excedente de energia que é injetado na rede elétrica e compensado ao consumidor, o efeito no final do mês dessa taxação será praticamente nulo, pois os kits fotovoltaicos estão mais baratos e mais eficientes do que nos anos anteriores. E o mais importante: a economia na conta de luz segue nos mesmos patamares, de até 90%”, acrescenta Meyer.

De acordo com análises do Portal Solar, o tempo de retorno do investimento de um sistema solar varia entre três e seis anos, com uma vida útil dos equipamentos de 25 anos. Outra vantagem é a crescente oferta de crédito para financiamento de projetos fotovoltaicos, que troca o valor economizado na conta de luz pela parcela da prestação.

“Neste modelo de financiamento, elimina-se a necessidade de recursos próprios para a instalação de painéis solares”, aponta o CEO do Portal Solar. “Também amplia o acesso à tecnologia por todas as camadas da sociedade, de todas as classes econômicas”, complementa.

Veja quanto custa a instalação e qual é o tempo de retorno

(Assessoria)

 

Veja Também

Agricultor familiar que usa painéis solares terá desconto na conta de luz

Medida foi aprovada pelo Senado com o objetivo de estimular fontes limpas de energia Famílias …