wind turbines in Oiz eolic park. Basque Country

Um ano de novos recordes na energia eólica

Print Friendly, PDF & Email

Elbia Gannoum é Presidente Executiva da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica). É economista com doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina. Esta a frente da instituição desde 2011. A ABEEólica congrega e representa a indústria de energia eólica no Brasil, incluindo empresas de toda a cadeia produtiva.

Canal – Jornal da Bioenergia: Quais as expectativas do setor para 2022?

Elbia Gannoum: Em 2022 devemos bater novo recorde de instalações, fruto dos leilões realizados nos anos anteriores e principalmente do crescimento que a eólica vem tendo nos últimos anos no mercado livre.

Também esperamos um bom avanço para a nova tecnologia das eólicas offshore. A Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) avalia que o Decreto Nº 10.946, publicado pelo governo no final de janeiro de 2022, que dispõe sobre a cessão de uso de espaços físicos e o aproveitamento dos recursos naturais no mar para a geração de energia elétrica a partir de empreendimentos offshore, é um avanço crucial para que o Brasil possa iniciar seu caminho na implantação de parques eólicos offshore com segurança para o investidor, governo e sociedade. Talvez possamos já ver um leilão de offshore em 2023.

Também vemos que as discussões e debates sobre hidrogênio verde devem se intensificar, assim como todas as demais tecnologias que são fundamentais na luta para conter o aquecimento global.

Canal: Quais os principais desafios para o setor?

Elbia: Hoje o principal desafio é que a economia volte a crescer para que a contratação de nova energia também cresça. Embora a eólica esteja tendo um bom crescimento no mercado livre, no mercado regulado existe este desafio.

Canal: Em 2011, a capacidade instalada de energia eólica era  1 GW . Em 2021, a energia passou marca de 20 GW de capacidade instalada.  A que se deve esse crescimento tão amplo?

Elbia: O crescimento se deve à instalação de capacidade vendida nos leilões realizados nos anos anteriores e, principalmente , é o fruto do crescimento que a eólica vem tendo nos últimos anos no mercado livre

Canal: Nos anos anteriores, a energia eólica recebeu apoio político no país, que permitiu a nacionalização da cadeia produtiva e, consequentemente, o crescimento desta energia renovável.  Como está este apoio governamental atualmente?

Freepik
Freepik

Elbia: Entendemos que a eólica está inserida no setor elétrico, que é um setor altamente técnico e especializado, que foi se consolidando ao longo dos anos por meio de uma ampla rede de profissionais que dialogam de forma técnica. Somos fruto deste meio e dele recebemos apoio e com eles interagimos. No momento, por exemplo, estamos vendo um grande número de profissionais, nos mais diversos órgãos, instituições e empresas bastante focadas em debater e construir tecnicamente tudo que será necessário para que a eólica offshore, que está dando seus primeiros passos no Brasil, possa se desenvolver.

 

Veja Também

Sistemas de energia solar ajudam na valorização dos imóveis

Nos últimos anos, os painéis solares vêm ganhando espaço nos telhados das residências brasileiras. Entre …