Termelétricas à biomassa podem ofertar geração adicional ao ONS

Print Friendly, PDF & Email

As usinas termelétricas à biomassa poderão ofertar geração adicional de energia ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) a partir de quarta-feira, em medida que visa contribuir com o fornecimento de eletricidade em meio à grave crise hídrica enfrentada pelo Brasil, disse a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) nesta terça-feira.

De acordo com a entidade, as ofertas adicionais poderão ser apresentadas até 2022, já para planejamento dos excedentes de geração da próxima safra, e atendem a portaria publicada pelo Ministério de Minas e Energia em meados de julho.

O gerente de Bioeletricidade da Unica, Zilmar Souza, afirmou em nota que o mecanismo de oferta adicional estabelecido pelo ministério “mais do que ajuda” o Sistema Interligado Nacional (SIN), pois também representa oferta de energia renovável em meio à escassez hídrica.

“A portaria é importante também porque estabelece que essas ofertas adicionais de geração pela biomassa não estarão sujeitas à inadimplência nas liquidações financeiras no Mercado de Curto Prazo”, acrescentou Souza.

Em comunicado à parte publicado também nesta terça, o Ministério de Minas e Energia reiterou que iniciará o processo para recebimento de ofertas provenientes de térmicas sem Custo Variável Unitário (CVU).

“Poderão ser ofertados diferentes valores de MWmed para os meses de interesse, contudo, com apenas um preço. Caso o agente queira publicar diferentes preços para cada mês, deverá realizar uma oferta para cada mês”, disse a pasta. “A aprovação das ofertas será feita individualmente, sem interdependência entre elas.”  CNN Brasil