Grupo Gera integra contratos de energia de empresas para reduzir consumo e garantir adesão em programa federal de incentivo

Print Friendly, PDF & Email

Organização aposta no serviço de “comunhão de carga” entre CNPJs de mesmo proprietário ou sócio para ampliar serviços de gestão e eficiência energética

 

O Grupo Gera, empresa nacional que atua com comercialização e geração de energia renovável no Brasil, reúne os contratos de fornecimento de energia de consumidores do Ambiente de Contratação Livre (ACL – mercado livre de energia) para reduzir consumo das empresas e garantir adesão aos benefícios da Redução Voluntária de Demanda de Energia Elétrica (RVD), programa de benefícios financeiros lançado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) em agosto deste ano.
O novo serviço do Grupo Gera para a chamada “comunhão de carga” integra vários CNPJs dentro de um perfil agregador com um mesmo proprietário ou sócio em um único pedido de adesão ao programa RVD, com o compromisso dessas empresas no ACL de reduzirem o consumo em determinado período em troca de uma recompensa financeira.  O Grupo Gera faz toda a validação e estruturação para possibilitar que os clientes tenham a máxima recompensa possível.

Além do estudo de viabilidade e definição de estratégia, o Grupo Gera submete as propostas para o Operador Nacional do Sistema (ONS), monitora diariamente os consumos, operação de forma remota as plantas de geração e automação, faz contratação de insumos e validação dos valores recebidos.

Pelas regras do programa federal, podem participar unidades consumidoras que estejam no mercado livre de energia, de qualquer segmento, que tenham alguma forma de diminuir seu consumo em horários determinados, seja por deslocar o consumo, parada de produção ou o uso de geradores.

O programa é destinado às empresas com potencial de reduzir o consumo para períodos de 4 ou 7 horas. O volume mínimo de oferta é de 5 MW para cada hora de oferta, mas a oferta pode ser feita pela agregação de vários clientes, caso o volume mínimo não seja atingido por um único cliente.

“Qualquer cliente que esteja no mercado livre e que tenha um consumo superior de 1 MWmédio já se mostra com potencial de adesão ao programa. A recompensa vai depender muito das condições do cliente, mas, para lotes de 5 MW por 7 horas, os ganhos mensais podem ser superiores a R$ 1 milhão”, explica Pedro Pina, gerente de novos negócios do Grupo Gera.