Crédito: MCTI/GIZ

Governo de Goiás incentiva setor de energia solar e cria linha de eficiência energética

Print Friendly, PDF & Email

O Conselho de Administração da GoiásFomento aprova a criação de uma linha nova para atender empresários que fazem uso racional da energia. Trata-se da GoiásFomento Eficiência Energética, linha que  será regulamentada e que poderá emprestar até o limite máximo de R$ 200 mil. A reunião foi presidida pelo vice-governador, José Eliton.

Ainda na área de energia, por determinação do governador Marconi Perillo que pretende colocar Goiás em posição de destaque nacional na geração e consumo de energia fotovoltaica (solar), será lançado em solenidade nesta quinta-feira, dia 16, o Programa Goiás Solar. A solenidade está prevista para as 17 horas no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia.

O programa é parte de esforço do governo para a elaboração de políticas públicas e adoção de medidas para o desenvolvimento da energia solar em Goiás, valorizando a grande oferta dos recursos naturais estratégicos promovendo o crescimento da economia goiana, o desenvolvimento de novos negócios, geração de empregos e o uso de energias renováveis.

Goiás é um Estado com alto índice de incidência solar e tem um potencial para a geração e o consumo dessa energia limpa e renovável. Atualmente, a energia solar responde por menos de 1% da matriz energética nacional e está muito abaixo do padrão mundial. A Alemanha, um País com menos incidência solar que o Brasil, já responde por 35% de toda a energia solar produzida no mundo e a China compete de igual para igual com o País europeu.

O Estado será um dos primeiros do Brasil, ao lado de São Paulo e Pernambuco, a isentar de ICMS os pequenos e micro geradores e consumidores de energia solar. Entre as principais ações do programa ainda constam, a ampliação e a criação de linhas de crédito exclusivas para financiamento (como o FCO Sol e Goiás Fomento), a simplificação do licenciamento ambiental para instalação de usinas solares, o uso de placas solares nas casas dos programas habitacionais do Estado, o uso de energia solar em prédios públicos e o estímulo à vinda e criação de novos empreendimentos para o Estado.

O programa tem como pontos estratégicos a atenção às questões tributárias, de financiamento, infraestrutura, desburocratização, desenvolvimento da cadeia produtiva e educação e conscientização. Muitas medidas já estão em andamento e outras em fase de implantação. O Goiás Solar será capilarizado para todas as regiões do Estado, especialmente, as regiões de baixo acesso, gerando oportunidades de crescimento e desenvolvimento.

 

 

Goiás Agora