Governo de Goiás cria Gerência de Educação Sanitária na Agrodefesa

Print Friendly, PDF & Email

Com o objetivo de ampliar conhecimento e incentivar o uso de boas práticas de sanidade animal e vegetal na produção agropecuária, a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), órgão do Governo de Goiás, promoveu ajustes em sua estrutura organizacional criando a Gerência de Educação Sanitária. A ação é resultado da fusão de duas gerências da Diretoria de Defesa Agropecuária já existentes: a Gerência de Fiscalização Animal e Gerência de Fiscalização Vegetal, que passa a ser denominada Gerência de Fiscalização Agropecuária. Com isso, houve a possibilidade de criação da Gerência de Educação Sanitária. A alteração consta no Decreto nº 10.320/2023, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) da última quarta-feira (13/09).

Segundo o presidente da Agrodefesa, José Ricardo Caixeta Ramos, as alterações nas duas gerências seguem o planejamento estratégico da pasta e têm como objetivo evoluir o trabalho que já é desenvolvido para a defesa agropecuária em Goiás. “A Agência é referência na implementação de programas sanitários para animais e vegetais, na inspeção e fiscalização de produtos na indústria de alimentos de origem animal, estabelecimentos pecuários e agrícolas, trânsito de animais, vegetais, e na parte laboratorial, por meio do diagnóstico de doenças infecciosas de animais e análise da qualidade de sementes e de alimentos de origem animal para consumo humano. A mudança que estamos realizando agora vem exatamente para fortalecer essa atuação, especialmente em relação à educação sanitária, ou seja, em propor, orientar e ampliar informações e conhecimento para produtores e toda sociedade”, explica.

O titular da Agrodefesa informa, ainda, que o foco principal é garantir a qualidade e a segurança alimentar no Estado, além de promover o desenvolvimento agropecuário. “Atuamos para oferecer o melhor serviço ao cidadão que necessita da Agrodefesa. Vamos buscar sempre evoluir para que o desempenho da agropecuária contribua para que Goiás tenha uma indústria de alimentos robusta, produzindo com qualidade higiênico-sanitária, gerando empregos e renda nos municípios goianos”, enfatiza.

O diretor de Defesa Agropecuária, Augusto Amaral, acrescenta que as novas atribuições das duas gerências permitirão fortalecer a atuação da Agência e mostrar à população a importância do trabalho que é desenvolvido para a defesa agropecuária em Goiás. “O trabalho de educação sanitária vai contribuir até mesmo para mudar um pouco a percepção que as pessoas têm da Agrodefesa. Desenvolvemos um trabalho de prevenção, monitoramento e vigilância, que atende às exigências internas e externas do mercado consumidor, garantindo a oferta de alimentos de origem animal e vegetal, não apenas em quantidade, mas também sanitariamente seguros para o consumo da população”, orienta.

Competências
Com o novo decreto, a Gerência de Educação Sanitária ficará responsável, entre várias competências, com o planejamento, promoção, coordenação e execução do Programa Estadual de Educação Sanitária em Defesa Agropecuária; a execução de campanhas educativas e desenvolvimento de projetos de educação sanitária em consonância com os programas oficiais de defesa agropecuária; a gestão, propositura e orientação às coordenações regionais e às unidades locais na execução de ações de educação sanitária; a proposição e orientação de inserção da educação sanitária nas unidades escolares; a utilização de meios de comunicação como instrumento de informação e de educação, especialmente na difusão de informações de caráter educativo sobre defesa agropecuária etc.

Já a Gerência de Fiscalização Agropecuária assume a gestão e implementação da política estadual de fiscalização fixa e móvel do trânsito de animais e vegetais, inclusive produtos, subprodutos e resíduos, e de insumos agropecuários, bem como eventos agropecuários; promoção da rastreabilidade do trânsito de animais, vegetais, seus produtos, subprodutos e resíduos, insumos agropecuários, assim como eventos agropecuários; gestão do sistema de denúncias da Agrodefesa; coordenação, orientação e auditoria da fiscalização do transporte interno de sementes e mudas; entre outros.  Agência Goiana de Defesa Agropecuária

Veja Também

Tensão no Oriente Médio Pode Afetar Agronegócio Brasileiro

A guerra entre Israel e Hamas, no Oriente Médio, já vem provocando preocupações e dificuldades …