Franquia de energia solar pode faturar R$ 150 mil por mês já nos primeiros meses de operação

Print Friendly, PDF & Email

Com cerca de 500 mil visitas mensais no site, o Portal Solar é hoje uma das marcas mais conhecidas no setor fotovoltaico, líder em resultados de busca e com forte presença na imprensa nacional e regional

Em 2022, a empresa já selecionou 38 novos franqueados, crescimento de 23,6% em relação a dezembro de 2021

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), segmento de franquias registrou faturamento de R$ 185 bilhões em 2021, crescimento de 10,7% em relação a 2020

O Portal Solar Franquias, franqueadora com mais de 160 unidades espalhadas no país, realizou uma nova pesquisa para atualizar o potencial de receita do negócio. Considerando o desempenho dos franqueados nos últimos 10 meses, a empresa notou que a franquia de energia solar home-based, ou seja, sem lojas, pode faturar R$ 150 mil por mês já nos primeiros meses de atividade.

Os dados têm como base franqueados com desempenhos consistentes no período e que possuem duas características em comuns: habilidades de vendas e excelência no atendimento ao cliente. O principal fator de sucesso dos nossos franqueados é poder contar com a credibilidade e competência da marca Portal Solar, construída em 8 anos de atuação no mercado”, afirma o CEO Rodolfo Meyer.

Em 2022, a empresa já selecionou 38 novos franqueados, crescimento de 23,6% em relação a dezembro de 2021. Com cerca de 500 mil visitas por mês no site, o Portal Solar é hoje uma das marcas mais conhecidas no setor fotovoltaico, líder nos resultados do Google e com forte presença na mídia.

A empresa tem um modelo de franquia testado e comprovado, que conta com suporte de engenharia, softwares próprios, treinamentos, fundo de marketing com gestão aberta, além da experiência de mais de 15 mil sistemas vendidos.

Com o investimento inicial a partir de R$ 35 mil, a franqueadora recebe mensalmente cerca de 1 mil candidatos interessados em atuar na venda e instalação de painéis solares para casas e empresas.

O lucro médio gira em torno de 20% a 35% sobre o faturamento bruto dos equipamentos, sem considerar a margem do serviço de instalação – que poderá ser realizada pela equipe do franqueado ou da próprio franqueadora. O tempo de retorno do investimento varia entre 6 e 9 meses.

Antes de começar a operar, o franqueado recebe treinamento teórico e prático, trilha de conhecimento, enxoval com EPIs, uniformes, drone para visitas técnicas e material de marketing. A franqueadora também é responsável pelas companhas de marketing institucional, desenvolvimento e certificação dos projetos, sem custos adicionais para o franqueado.

Outra vantagem para o franqueado é a ausência de estoque, pois a logística e a segurança dos kits fotovoltaicos são de responsabilidade da franqueadora em São Paulo, que possui equipe dedicada para acompanhar todos os processos.

O Portal Solar também presta consultoria comercial, de marketing, jurídica e de engenharia, no intuito de garantir maior eficiência das unidades, além de ter fornecedores de equipamentos homologados, com as melhores marcas e modelos para oferecer aos clientes.

Franchising consolida recuperação

O segmento de franquias consolidou o movimento de recuperação, revertendo o resultado de 2020, impactado pela pandemia de Covid-19. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento em 2021 somou R$ 185 bilhões, crescimento de 10,7% em relação a 2020.

Entre os fatos que influenciaram esse desempenho estão: novos modelos (home-based e virtuais) e players, retomada dos hábitos de consumo e ganhos de eficiência das redes de franquias (digitalização). Para este ano, a projeção de faturamento da franchising é de R$ 201,7 bilhões (+9%). (Assessoria de imprensa)

 

 

Veja Também

BP Bunge investe mais de R$ 100 milhões em projeto de transformação digital no campo

– A BP Bunge Bioenergia, uma das líderes no país nos mercados de etanol, açúcar …