Estação de metrô que funciona com energia solar é lançada no DF

Print Friendly, PDF & Email

O Metrô do Distrito Federal (DF) lançou a Estação Solar Guariroba, um projeto é totalmente sustentável e o primeiro com captação de energia solar e na América Latina.

Para alimentar a estação Guariroba, na cidade de Ceilândia, serão utilizados 578 painéis para captação de luz solar (placas fotovoltaicas) com capacidade de gerar 288 mil quilowatts-hora (Kw/h) por ano, o suficiente para suprir 100% do consumo da estação. O excedente de energia gerada também beneficiará o sistema metroviário do DF.

Segundo o presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, a previsão é de que a companhia consiga economizar cerca de R$ 150 mil ao ano. “A economia financeira será investida na expansão do próprio sistema, buscando sempre implementar em mais estações e tecnologia. Isso é crucial para a mobilidade de Brasília, que não deve ser pensada apenas com a intenção de transportar, mas de ser sustentável”, disse.

Primeira fase

Além da estação Guariroba, a primeira fase do projeto tem mais três plantas de energia solar previstas para serem instaladas até 2019: nas estações Samambaia Sul e Feira, além de uma Usina Solar no Centro Operacional da Companhia, esta com capacidade de gerar 3,5 megawatts (MW).

A expectativa é de que o projeto economize cerca de R$ 1 milhão por mês, graças à captação de energia solar, melhore a infraestrutura da rede metroviária e reduza a tarifa cobrada dos usuários, hoje no valor de R$ 5. “Além da melhoria nas instalações, com a captação da energia solar, futuramente conseguiremos baixar o valor da tarifa”, disse Marcelo Dourado. A conta de energia elétrica do Metrô-DF gira em torno de R$ 4 milhões por mês.

Com a implantação das estações e a usina, ao todo, serão produzidos 5 MW de energia por mês, o equivalente a cerca de 33% da demanda de energia contratada pelo Metrô-DF (15 MW).

De acordo com a assessoria do Metrô-DF, 38 empresas concorreram no processo licitatório. O valor da licitação é de R$ 873,871,00. Os recursos financeiros para a construção da Estação Solar Guariroba fazem parte do projeto de modernização de energia da empresa, com contrato de financiamento entre o Governo de Brasília e o Banco do Brasil. As placas fotovoltaicas têm garantia de eficiência de até 25 anos.

 

 

Agência Brasil

Veja Também

Sistemas de energia solar ajudam na valorização dos imóveis

Nos últimos anos, os painéis solares vêm ganhando espaço nos telhados das residências brasileiras. Entre …