Home » Cana de açúcar » Moagem de cana recua

Moagem de cana recua

Print Friendly, PDF & Email

A moagem de cana-de-açúcar na região Centro-Sul somou 24,86 milhões de toneladas na segunda quinzena de outubro, uma queda de 17,53% sobre o volume processado em igual período da safra passada (30,14 milhões de tons), segundo dados divulgados hoje (12) pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA).

No resultado do acumulado da safra 2018/19, a moagem também é menor. Até 1º de novembro, foram 508,34 milhões de toneladas processadas, queda de 4,35% se comparado ao mesmo período do ciclo anterior (531,44 milhões de toneladas).

Em nota, o diretor Técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues diz que, “a queda no ritmo de processamento nas unidades produtoras decorre da oferta reduzida de cana nesse ciclo, além da maior incidência de chuvas nas principais regiões produtoras nas últimas semanas, inviabilizando a operacionalização da colheita”.

O maior índice de chuvas alterou o cronograma previsto para encerramento de moagem, postergando a data de término da safra. Com efeito, até 1 de novembro deste ano, 52 unidades encerraram a safra 2018/2019. Essas empresas registraram uma redução de 9,1% na moagem. Na próxima quinzena, a expectativa é de que outras 79 usinas interrompam as operações no ciclo 2018/2019.

Produção de açúcar e de etanol

A produção de açúcar somou 957,66 mil toneladas na segunda metade de outubro, com expressiva queda de 49,35% sobre o resultado em igual período da safra 2017/2018. Por sua vez, a fabricação de etanol reduziu apenas 11,16%, alcançando 1,40 bilhão de litros, sendo que 405,08 milhões correspondem ao anidro e 995,18 milhões ao hidratado.

Esses números retratam o maior direcionamento da matéria-prima processada para a fabricação do etanol. Nos últimos quinze dias de outubro, o indicador registrou 69,82% de cana direcionada à produção do biocombustível. Esse percentual é significativamente superior aos 57,15% observados na mesma quinzena de 2017.

Desde o início da safra até 1º de novembro, a produção de açúcar atingiu 24,35 milhões de toneladas frente as 33,22 milhões no mesmo período de 2017. No caso do etanol, a produção acumulada alcançou 27,26 bilhões de litros, dos quais 8,40 bilhões de anidro e 18,86 bilhões de hidratado. Este último apresenta crescimento de 45,96% em relação ao acumulado da safra 2017/2018.

ATR

A concentração de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) atingiu 133,96 kg por tonelada de cana na segunda quinzena de outubro, com retração em relação aos 153,64 kg na mesma quinzena do último ano – queda de 12,81%. No acumulado desde o início do ciclo 2018/2019 até 1o de novembro, esse indicador atingiu 140,13 kg por tonelada, aumento de 1,73% em relação à safra 2017/2018.

No acumulado do atual ciclo até 1º de outubro, a produtividade atinge 74,45 toneladas de cana por hectare, frente as 77,62 toneladas registradas até a mesma data da safra passada – retração de 4,1%.

 

 

 

DATAGRO