Home » Energia Solar e Eólica » IFG inaugura árvore solar e lança projeto de eficiência energética
foto ilustrativa

IFG inaugura árvore solar e lança projeto de eficiência energética

Print Friendly, PDF & Email

 

O Instituto Federal de Goiás (IFG ) – Câmpus Goiânia inaugura árvore solar e lança projeto de eficiência energética do IFG.  A árvore solar é uma das ações contempladas no termo de cooperação técnica entre o IFG e a Enel Distribuição Goiás / Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na implantação de projetos de eficiência energética, com instalação de usinas fotovoltaicas e troca do sistema de iluminação no câmpus.

A árvore solar mede 11 m² e ocupa uma área de apenas 20 m² no pátio do Câmpus Goiânia. Foram instalados na árvore painéis fotovoltaicos, que captam a luz solar transformando-a em energia elétrica. De acordo com o professor e coordenador do projeto no IFG – Câmpus Goiânia, José Luis Domingos, trata-se de uma obra de arte que gera energia elétrica e impressiona pelo design diferenciado.

O lançamento da árvore solar e outras ações do Projeto Prioritário de Eficiência Energética e Minigeração no IFG beneficiarão na economia de energia elétrica do câmpus. “Esse projeto de eficiência energética é muito importante para o Instituto Federal de Goiás. Neste momento, ele representa resultados de pesquisas e estudos que o Instituto tem feito com foco em economia e geração de energia elétrica. A Enel ter aceitado o IFG como beneficiário dentro do projeto é o que viabiliza sua execução, porque o recurso financeiro é do sistema elétrico brasileiro, mais especificamente das concessionárias de distribuição de energia elétrica no Brasil”, afirma o professor José Luis Domingos.

Por meio da árvore solar, a energia elétrica gerada a partir de sistema fotovoltaico representa uma economia de energia de 300 kWh/mês, que representa o consumo médio mensal de energia de duas famílias, com cerca de quatro pessoas. A árvore solar custou cerca de R$ 120 mil e a vida útil delas é de 20 anos.

 

Canal-Jornal da Bioenergia com dados da Assessoria de Imprensa do IFG