Home » Artigos » Artigo/Energia limpa é estratégica para o desenvolvimento
Divulgação

Artigo/Energia limpa é estratégica para o desenvolvimento

Print Friendly

Alinhado com a implantação de novas tecnologias em diversos setores da economia e estimulando cada vez mais a inovação, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Goiás) apoia também as empresas que investem no segmento de energias renováveis. Entendemos que, a cada ano, torna-se cada vez mais necessário para o Brasil a diversificação de sua matriz energética, cuja base é predominantemente hídrica.

São muitas as alternativas de exploração sustentável de recursos naturais para geração de energia. Quando falamos de energia solar, por exemplo, nosso país é privilegiado, porém apenas 1% da matriz nacional corresponde a este tipo de energia. Nesse sentido, Goiás é um estado de destaque, por ter altos índices de incidência solar e tem um grande potencial para a geração e o consumo dessa energia limpa. Portanto, há, em Goiás, toda uma cadeia de serviços a ser explorada e estimulada. Sabemos que os desafios para implantação de uma matriz energética são gigantescos e esbarram em custos e burocracias. Mas Goiás está um passo à frente e vem apostando no potencial deste segmento para crescimento do Estado.

O governo estadual lançou recentemente o Programa Goiás Solar, que promove o uso da energia fotovoltaica no Estado e favorece o crescimento neste setor com incentivos fiscais, financiamento e desburocratização, principalmente no que diz respeito às licenças ambientais. Isto sem falar na criação de uma nova linha de crédito da Agência Goiásfomento, a Goiás Fomento Eficiência Energética.

Neste cenário, o papel do Sebrae Goiás é, e será fundamental, com toda sua oferta de serviços de atendimento, capacitação e consultorias, por meio de palestras, cursos e treinamentos, projetos, programas e soluções empresariais, com foco no empreendedorismo, além da oportunidade de capacitação em setores estratégicos, como o de energias renováveis, políticas públicas, tecnologia e inovação, orientação ao crédito e programas de liderança.

Dentre as soluções oferecidas pelo Sebrae estão muitas iniciativas que incluem a gestão da inovação como motor de sobrevivência em um mercado cada vez mais competitivo. E dentro desta inovação existem possibilidades de novos olhares quanto à gestão energética das empresas, com foco em economia e também em criação de novas formas de prover energia às indústrias e empresas em geral.

Destaque vai para apenas dois programas – o Sebraetec, por meio deste, o Sebrae subsidia em até 70% – limitado até R$ 10.000,00 – o valor do projeto para empresa implementar ações de inovação) e o Sebrae Mais, que oferece módulos de inovação que podem proporcionar novos sistemas energéticos para os empreendimentos focados em fontes renováveis como a solar.

Nesse sentido, projetos de energias renováveis em empresas têm grande interesse para o Sebrae, que apoia o PNEE (Plano Nacional de Eficiência Energética), do Ministério das Minas e Energia, o qual traça diretrizes para que os setores da economia adotem fontes alternativas e utilizem menos a energia primária como forma de garantir a sustentabilidade do crescimento.

Além disso, em seus programas, o Sebrae sempre procura demonstrar aos empresários e empreendedores que a energia é um dos pontos primordiais a serem pensados, pois é item importante na planilha de custos fixos da empresa e que, portanto, merece atenção especial.

O Sebrae é parceiro das pequenas empresas e está de portas abertas para atender, orientar, capacitar e apoiar seus projetos de desenvolvimento. Esta é uma das maneiras de praticarmos a missão da instituição que é de promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo, para fortalecer a economia goiana.

 

Igor Montenegro-Diretor-superintendente do Sebrae Goiás